FIEG ajuda famílias de baixa renda neste período de isolamento social

Projeto FIEG Mais Solidári entregou cestas básicas para a ONG que atende famílias em vulnerabilidade social
ONG atendida fica no município de Senador Canedo, na região metropolitana de Goiânia

A Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG), por meio do projeto FIEG Mais Solidária, em parceria com o Instituto Hebrom, entregou 55 cestas básicas para a ONG Olhando para o Próximo, uma instituição que ampara famílias em vulnerabilidade social, no município de Senador Canedo, na região metropolitana de Goiânia.

Segundo a assistente social da ONG, Valéria Cristina de Oliveira Moraes, o trabalho é realizado há dez anos, oferecendo apoio espiritual, distribuição de cestas básicas e mutirões para prestar atendimento médico, psicológico a famílias de baixa renda. O trabalho é totalmente filantrópico, mantido apenas por doações.

“Atualmente, atendemos diretamente cem famílias e todo dia chega um novo caso. Hoje, por exemplo, atendemos uma senhora, que estava há três dias sem ter o que comer. Chegaram também muitas mães e pais que são autônomos e, com toda essa situação, não estão tendo o que dar aos filhos”, disse.“Estamos extremamente agradecidos pela doação. Vamos conseguir ajudar muitas famílias de uma só vez”, afirmou.

Para o presidente da FIEG, Sandro Mabel, Goiás está atravessando um momento de crise, com tudo parado, devido ao isolamento social para conter a propagação do coronavírus. “Aqueles que já tinham dificuldades agora sofrem ainda mais. E nós precisamos ajudar”, disse Mabel. 

O projeto FIEG MAIS SOLIDÁRIA foi idealizado pela advogada Raquel Ribeiro, com a missão de promover ações beneficentes em prol de famílias, instituições que amparam o próximo. A iniciativa conta com o engajamento do presidente da Federação, Sandro Mabel, para que a Fieg também possa auxiliar e estender a mão a quem esteja passando por dificuldades. 

O projeto também entregou 1 tonelada de alimentos à Associação Beneficente Casa de Davi, que atende ex-moradores de rua. A FIEG, por meio do Programa Terça no Teatro, projeto desenvolvido pelo SESI/GO em parceria com a TV Anhanguera, recolhe alimentos doados em troca de ingressos para atrações artísticas. Os alimentos arrecadados são entregues às instituições filantrópicas.

O diretor da Associação Casa de Davi, Marcos Antônio da Silva Moraes, disse que atualmente estão sendo atendidas 120 pessoas, entre homens, mulheres e travestis. “Nós oferecemos alimentação, estudo e amparo para que essas pessoas possam voltar a ter dignidade. Vocês não têm noção de como estávamos precisando desses alimentos”, afirmou Moraes. 

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

34 milhões de brasileiros sem acesso a água têm desvantagem na prevenção ao coronavírus
Supercomputadores no combate ao coronavírus
SENAI entrega máscaras descartáveis a hospital de São Paulo

Comentários