Escolas do SESI estão com mais de 37 mil vagas abertas

Rede de ensino está com matrículas abertas em 11 estados para educação infantil, fundamental e médio
SESI mobiliza equipes, capacita colaboradores e articula competições de robótica

Escolas que despertam a curiosidade e fazem do aluno protagonista são a marca do Serviço Social da Indústria (SESI). As unidades da instituição estão com matrículas abertas para 2021 em diversos estados do Brasil. Ao todo, têm 37.591 vagas abertas. Confira, a seguir, as oportunidades de cada estado:

O SESI do Amazonas está com vagas abertas para a realização da pré-matrícula, de forma totalmente on-line. Após preencher o formulário, a equipe do SESI entrará em contato para finalizar a intenção de matrícula. As vagas disponíveis são para educação infantil, ensino fundamental e Novo Ensino Médio. As oportunidades são oferecidas nas cidades de Manaus, Iranduba, Itacoatira e Paratins. Para mais informações, acesse o site do SESI/AM.

O SESI da Bahia está com mais de 9 mil vagas disponíveis para estudar em qualquer escola SESI em Salvador, Feira Santana, Ilhéus, Juazeiro, Candeias, Vitória da Conquista, Barreiras e Luis Eduardo Magalhaes. As inscrições podem ser feitas de forma on-line ou serem agendados atendimentos presenciais. As matrículas estão abertas até 28 de fevereiro de 2021. Para mais informações, acesse o site do SESI/BA.

O SESI do Distrito Federal está com matrículas abertas para novos alunos do ensino fundamental e ensino médio. Os trabalhadores e empresários da indústria ou de empresas conveniadas têm desconto de até 30% nas mensalidades, variando de acordo com o turno das aulas. Para a comunidade em geral, o desconto pode ir em até 10%. As oportunidades são para as cidades de Taguatinga, Sobradinho e Gama. Para mais informações, acesso o site do SESI/DF ou entre em contato pelo número (61) 4042-6565.

SESI do Espírito Santo está com uma oferta especial: as novas matrículas efetuadas até o dia 20 de novembro têm desconto de 25% sobre valor de tabela e não cumulativos, na primeira mensalidade. As rematrículas realizadas até o dia 20 de novembro também terão a mesma condição de desconto. Além disso, trabalhadores da indústria têm até 20% de desconto nas mensalidades. Para mais informações, entrar em contato pelo telefone 0800 102 0880, pelo site

O SESI do Mato Grosso está com matrículas abertas até o dia 23 de novembro. No total, são mais de 2 mil vagas, sendo 1.116 em Cuiabá e 918 em Várzea Grande. A oportunidade está aberta a comunidade, com desconto especiais para os trabalhadores da indústria. Para mais informações, acesse o site do SESI/MT ou ligue no número 0800 642 1600.

O SESI do Mato Grosso do Sul está com 1.412 vagas disponíveis para as cidades de Campo Grande, Dourados, Maracaju, Naviraí, Três Lagoas, Aparecida do Taboado e Corumbá. As inscrições começam dia 19 de novembro e vão até 2 de fevereiro de 2021. Para mais informações, entre em contato pelo número 0800 723 73 74.

O SESI de Minas Gerais realizando o 2º processo seletivo para 2021. As inscrições de admissão para novos alunos serão realizadas via internet pelo site do SESI/MG. O período de inscrição vai até 20 de novembro. No total, são 1.217 vagas disponíveis para diversas localidades, como Ouro Branco, Ipatinga, BH, Araguari, Contagem, Divinópolis e outras.  Para mais informações, entre em contato pelo número (31) 3263-4591 ou por e-mail geb@fiemg.com.br.

O SESI de Paraíba está com matrículas abertas para o Novo Ensino Médio e Ensino Médio Regular. No total, são 1.177 vagas disponíveis, sendo 147 para o modelo novo e 930 para o modelo normal. As inscrições para o novo ensino médio vão até dia 20 de novembro e para o ensino médio regular até 30 de dezembro. Para mais informações, mande um e-mail para contato@escolasesipb.com.br ou ligue para (83) 2101-9776.
  

O SESI do Paraná está com 18.690 vagas disponíveis em 26 municípios, distribuídas entre Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio, bem como Educação de Jovens e Adultos (EJA).  As inscrições vão até 29 de janeiro de 2021. Para mais informações, acesse o site do SESI do Paraná ou ligue 0800 648 0088.

O SESI do Rio de Janeiro está com o processo seletivo aberto para 1.400 vagas do ensino médio técnico. As inscrições devem ser realizadas até 22 de novembro. Os locais serão divulgados no dia 26 de novembro e o resultado das provas no dia 14 de dezembro. Os requisitos para participar do processo estão disponíveis no site do SESI/RJ. Para se inscrever, conferir as datas e outras informações, é só acessar o edital

O SESI do Rio Grande do Norte está com 1.344 vagas disponíveis em Mossoró e São Gonçalo do Amarante.  As inscrições já estão abertas e vão durar enquanto houver vagas. Para mais informações, envie um e-mail para sesiescolasga@rn.sesi.org.br ou sesiescolamossoro@rn.sesi.org.br. Se preferir, ligue nos números 84 3208-1450 (SGA) e 84 3316-2549 (Mossoró).
 

O SESI de Rondônia está com 1.140  vagas disponíveis para ensino fundamental e ensino médio em Cacoal, Pimenta Bueno, Porto Velho e Vilhena.  As inscrições vão até 21 de janeiro de 2021. Para o Novo Ensino Médio, as ofertas são exclusivamente nos Colégios do SESI Cacoal, Porto Velho e Vilhena. Para mais informações, acesse o site do SESI/RO ou ligue 0800-647-355. 
 

Agora que você viu as vagas disponíveis, é importante saber que cada região tem um processo seletivo diferente.

Como estudar no SESI?

Conhecida por ser uma instituição privada, o SESI disponibiliza vagas para dois tipos de estudantes: beneficiários, filhos ou dependentes de trabalhadores da indústria vinculados ao SESI; e não-beneficiários, alunos que não possuem vínculo com a instituição. 

Apesar dessa classificação, todos os alunos entram nas escolas do SESI por meio de um dos métodos a seguir: 

  1. Sorteio: realizado apenas para crianças no 1° ano do ensino fundamental. O único requisito é ter seis anos de idade até o dia 30 de junho do ano de ingresso. Pela procura ser maior que o número de vagas ofertadas, é feita uma lista de espera e desistência nesse formato de entrada.  
  2. Processo seletivo: feita para alunos que cursam entre o 2º ano do ensino fundamental e o 3º do ensino médio, essa forma de matrícula é realizada para preencher turmas incompletas. Ao final dos anos, cada unidade divulga o número de vagas disponíveis e os interessados passam por uma prova classificatória. Os mais bem colocados são convocados para efetuar a matrícula. 

Qual o valor das mensalidades?

Por mais frequente que essa dúvida seja, a mensalidade das escolas do SESI varia de acordo com o estado, unidade, serviços oferecidos, ano a ser cursado, entre outros fatores.  

No entanto, algumas regras são fixas como: o valor da mensalidade de um aluno não-beneficiário é mais alto por não contribuir com o trabalho na indústria.

Enquanto isso, alunos beneficiários podem solicitar isenção da mensalidade, caso se enquadrem nos requisitos da instituição.  

SESI oferece uma estrutura de ponta nas mais de 500 escolas

Por que estudar no SESI? 

Ciente de que a educação é um dos pilares para a vida, o SESI tem a maior rede de escolas privadas orientadas às necessidades do mundo do trabalho. A instituição oferece um currículo inovador, que agrega conteúdos de diversas disciplinas em uma mesma atividade. 

Além disso, o SESI oferece uma estrutura de ponta nas mais de 500 escolas, com materiais pedagógicos atualizados de acordo com o mercado de trabalho. O Espaço Maker, por exemplo, é uma das inovações da instituição. Essa sala diferenciada conta com uma decoração moderna e possibilita a experimentação e auto expressão com equipamentos tecnológicos, despertando assim, nos alunos o espírito inventivo e atitude para colocar a mão na massa.  

Outro destaque das escolas da rede é o ensino de robótica. Anualmente, a instituição mobiliza equipes de robótica, capacita técnicos e avaliadores e articula as competições a fim de estimular a participação em eventos nacionais e internacionais.

Relacionadas

Leia mais

Salto tecnológico na educação é obrigatório
Quer se profissionalizar?  O SENAI está com vagas abertas por todo o país
Escola deve usar a mídia para desenvolver cidadania nos alunos, sugere educador italiano

Comentários