Brasil se destaca no terceiro dia do mundial de robótica

Vencedores gerais e por modalidades serão conhecidos neste sábado (20)
A equipe Jedi's ficou entre as oito melhores na categoria Robot Game

O Brasil obteve bons resultados no terceiro dia de participação no Campeonato Mundial de Robótica 2019, em Houston, Texas, Estados Unidos. Na categoria FIRST LEGO League (FLL), as equipes brasileiras se destacaram em dois quesitos: no projeto de pesquisa e na mesa de competição do robô. Os vencedores gerais e por modalidades serão apresentados neste sábado (20).

A equipe Jedi’s, do SESI de Jundiaí (SP), conseguiu pontuação suficiente para a semi-final das mesas de competição, chamada de Robot Game. O time ficou entre os oito melhores na categoria - ao todo, 108 equipes de diversos países participaram. A disputa ocorre como uma espécie de mata-mata, ou seja, as equipes com maior pontuação vão eliminando as com menor quantidade de pontos.

“A gente conseguiu fazer um round legal, mesmo com as adversidades, como o tamanho e a espessura da mesa”, explica Clayton Rafael Ribeiro Júnior, técnico da Jedi’s. Para ele, o bom desempenho pode ser atribuído ao fato do grupo treinar em condições diversas e estar preparado para situações diferentes das habituais. Membro das Jedi’s, Nicola Bonato, 14 anos, se diz feliz com o desempenho alcançado até agora no mundial. “Fizemos o melhor que podíamos. Independentemente do resultado, a gente veio aqui com o que tinha e eu acredito que o que a gente tinha era o melhor”, afirma.

Ana, da Techmaker, acredita que ficar entre os seis projetos de pesquisa destaque dá visibilidade à equipe

A Techmaker, do SESI de Blumenau (SC), foi destaque na categoria projeto de pesquisa. O trabalho foi avaliado pelos jurados como um dos seis melhores entre os 108 participantes. Com isso, no sábado, a equipe fará uma apresentação em público. Até então, o grupo tinha mostrado o projeto em salas privadas e no estande para banca avaliadora e visitantes. “É uma oportunidade para mais pessoas conhecerem o nosso trabalho”, avalia Ana Laura Soethe, 16 anos.

A Geartech Canaã ganhou 4 das 9 disputas na arena da FTC

FTC - Na categoria FIRST Tech Challenge (FTC), a equipe Geartech Canaã, do SESI da Vila Canaã (GO), conseguiu quatro vitórias na arena entre as nove partidas disputadas. Nesta categoria, as provas são feitas em alianças com outras equipes. Dessa forma, embora o time goiano não tenha ficado entre aqueles com maior quantidade de pontos, eles podem disputar as finais se forem convidados por equipes melhor classificadas. “Amanhã tem a formação das alianças e a gente não sabe se vai ser chamado e só depois disso é que vai ter o resultado, que leva em conta tudo o que a equipe fez em termos de projetos, a construção do robô e um caderno de engenharia que tem todas as informações”, descreve José Júnior, técnico da equipe.

A equipe Taubatexas #7459 ganhou 5 das 10 partidas

FRC - A equipe Taubatexas #7459, formada por alunos de escolas públicas de Taubaté, mostraram garra e determinação. Apesar de alguns problemas técnicos com o robô, eles foram vitoriosos em cinco das 10 partidas disputadas em aliança com outras equipes.

"Tivemos algumas dificuldades, mas participar aqui do mundial é uma experiência incrível. A concorrência é muito acirrada, são as melhores e mais experientes equipes do mundo", afirma João Victor Oliveira, 18 anos, da escola Amácio Mazzaropi, de Taubaté. Também participam da categoria FRC os times Under Control #1156, Robonáticos 7565 e Octopus #7567, do colégio Marista Pio XII de Novo Hamburgo (RS) e do SESI/SENAI de São Paulo e Bauru (SP), respectivamente.

SESI, FIRST e LEGO – Desde 2006 o SESI investe na inserção da robótica educacional nas salas de aula. Atualmente, todas as 505 escolas da rede contam com o programa no currículo. Até o ano passado, o SESI realizava anualmente apenas o Torneio de Robótica FIRST LEGO League, criado em 1998 pela FIRST, uma organização não governamental, em parceria com o Grupo LEGO. O SESI é a instituição responsável pela organização do torneio (etapas regionais e nacional) no Brasil desde 2013. Em 2019, além da competição FLL, o SESI promoveu as competições FIRST Tech Challenge e F1 nas Escolas.

REDES SOCIAIS - Acompanhe a cobertura completa do Campeonato Mundial de Robótica de Houston aqui na Agência CNI de Notícias e nos perfis de Robótica do SESI no Instagram e Facebook. Todas as fotos estão no Flickr da CNI.

SAIBA MAIS - Veja tudo sobre as competições brasileiras no site do Festival SESI de Robótica.

Relacionadas

Leia mais

Robôs tomam conta do centro de Houston, nos Estados Unidos
Foi dada a largada da principal competição de robótica do mundo
Estudantes vão representar o Brasil no principal Campeonato de Robótica do Mundo, nos Estados Unidos

Comentários