4 dicas para higienizar verduras e legumes durante a pandemia

A equipe de saúde preventiva do SESI elaborou dicas para evitar a contaminação e, ainda, esclarece se o novo coronavírus pode ser transmitido por alimentos
Limpe o local de preparo dos alimentos antes de manuseá-los

O mundo está mobilizado em torno dos cuidados e prevenção à covid-19 e uma simples medida pode ajudar a se proteger e evitar a propagação da doença: a correta manipulação e higiene de alimentos. Por isso, a equipe de saúde preventiva do Serviço Social da Indústria (SESI) de Mato Grosso do Sul elaborou quatro dicas para evitar a contaminação da covid-19, doença causada pelo vírus.

Primeiramente, é importante explicar que verduras e legumes, assim como qualquer outro alimento, não representam uma fonte de transmissão do Covid-19. Elas só apresentam risco se forem manuseadas por alguém contaminado. 

Veja, a seguir, as dicas de manipulação e higiene dos alimentos contra o novo coronavírus:

1. Lave as mãos

Evite a contaminação dos alimentos pelo novo coronavírus higienizando sempre as mãos com água e sabão antes de manipulá-los.

2. Limpe o local de preparo dos alimentos

Higienize bem as superfícies onde os alimentos serão manipulados com água e sabão. A água pode ser fervente, tomando os devidos cuidados para não se queimar. Para superfícies também pode ser usado o álcool 70º sem necessidade de enxágue.

3. Agora é a vez das comidas

Higienize bem as hortaliças e frutas lavando-as em água corrente e desinfetando-as, por 15 minutos, com a seguinte solução: uma colher de sopa de hipoclorito de sódio ou água sanitária sem alvejante para um litro de água. Depois, é só secar com um papel toalha e guardar na geladeira.

4. A qualidade da água é importante

Procure sempre usar água fervida ou filtrada no preparo dos alimentos.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

SENAI e TCE fecham parceria para manutenção de respiradores
Conheça as iniciativas do SESI e do SENAI para ajudar no combate ao coronavírus
Respirador da UFPB, 37 vezes mais barato, ficará com licença aberta para empresas produzirem

Comentários