Respirador da UFPB, 37 vezes mais barato, ficará com licença aberta para empresas produzirem

O custo estimado do aparelho será de R$ 400, sendo que o ventilador mais barato do mercado custa R$ 15 mil
Os inventores tiveram como missão garantir uma alternativa nacional viável

A Agência UFPB de Inovação Tecnológica (Inova-UFPB), por meio do diretor-presidente,Petrônio Filgueiras de Athayde Filho, solicitou que fosse desenvolvido um ventilador pulmonar por pesquisadores do Centro de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN) e do Centro de Informática (CI).

A equipe composta por Railson Ramos, Mario Ugulino, Válber Almeida, Tiago Maritan e Marcos Alves concluíram a missão em 48 horas. No início deste mês, a tecnologia já estava protocolada no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).

O ventilador pulmonar desenvolvido na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) faz uso da tecnologia touch-screen, é equipado com sistema multibiométrico e tem conectividade wireless. Inclusive é possível acessá-lo, monitorá-lo e operá-lo em tempo real remotamente por meio de aplicativo em dispositivos móveis (smartphones).  

De acordo com os inventores a produção do aparelho é de aproximadamente R$ 400,00, ou seja, mais barato do que o equivalente desenvolvido na Universidade de São Paulo (USP) e que o respirador mais barato no mercado, que custa aproximadamente R$ 15.000.

Além disso, o equipamento também é de rápida montagem e programação, sendo possível deixá-lo plenamente operável em 60 segundos. Os inventores ainda afirmam que o aparelho pode ser um substituto aos semelhantes, porque a máquina não é um respirador de emergência e pode ser usado por tempo indefinido. 

Quem vai construir esses ventiladores

A equipe de pesquisadores e servidores da UFPB é responsável pelo pedido de patente, mas não pela fabricação, que deverá ser feita por empresa com autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o aparelho ainda precisa passar por testes pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO).

Nesses últimos caso, acredita-se que em face da urgência as tramitações burocráticas e testes sejam aceleradas.  

Assim, o projeto tem licença aberta para os interessados em produzir o ventilador pulmonar. Basta entrar em contato com a Inova-UFPB por meio do e-mail: inova@reitoria.ufpb.br. 

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias

Relacionadas

Leia mais

Com inovação, indústria vai atender rapidamente a demanda por equipamentos contra covid-19
As mais lidas da Agência CNI de Notícias de 6 a 12 de abril
Simplast recolhe material para SENAI e hospital de campanha

Comentários