Pesquisa da FIETO indica que indústrias do Tocantins não optaram por demissões

A análise mostra que 72% dos pesquisados não optaram por demissões como forma de enfrentamento da crise
O estudo tem cálculo amostral com 95% de confiança

Realizado com 235 empresários e executivos de empresas industriais do Tocantins, o estudo Impacto da Pandemia de Coronavírus na Indústria Tocantinense destaca que 72% dos pesquisados não optaram por demissões como forma de enfrentamento da crise. A publicação está disponível no site do Instituto Euvaldo Lodi (IEL) do Tocantins, entidade da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (FIETO), que fez o levantamento entre os dias 24 a 30 de abril, por telefone.

Os dados da pesquisa mostram que o índice de demissões neste segmento foi de 28% no estado, sendo de 24% em Palmas, 25% em Araguaína e 34% em Gurupi.

Em outro questionamento a pesquisa mostra que 76% dos empresários entrevistados afirmaram que as medidas de contingenciamento/isolamento afetaram negativamente os negócios apontando aspectos como queda nas vendas, redução de faturamento e queda na produção.

Os resultados apontam ainda que 53% das empresas tiveram redução entre 50% a 80% de faturamento/receita nos negócios durante o período de contingenciamento/isolamento por conta da pandemia do novo coronavírus. Cerca de 24% das empresas estão com todas as atividades paralisadas durante o período de contingenciamento /isolamento. Individualmente o setor da produção foi o mais afetado.

“Os números da pesquisa mostram que apesar da maioria das empresas optarem por manter os colaboradores, há um quadro bastante preocupante provocado pelas consequências da crise com a pandemia do coronavírus, como a redução acentuada do faturamento das indústrias. Isso reforça que medidas emergenciais efetivas devam ser tomadas pelo Poder Público para se evitar uma crise ainda maior da economia”, avalia o presidente da FIETO, Roberto Pires. 

O cálculo do estudo, que está disponível no site do IEL, é de 95% de confiança.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

Coronavírus provoca queda recorde na confiança empresarial
Empresas e instituições se reúnem no movimento #SolidariedadeContagia
Queda do PIB neste ano será de 4,2%, desde que medidas econômicas sejam efetivas

Comentários