SESI antecipa vacinação contra a gripe no Rio Grande do Sul

A campanha deve imunizar 50 mil pessoas ao longo desta semana
A estimativa é vacinar 200 mil pessoas até o fim da campanha

Foi iniciada nessa segunda-feira (23) uma megaoperação de vacinação contra a gripe para os trabalhadores das indústrias do Rio Grande do Sul. O Serviço Social da Indústria (SESI) do Rio Grande do Sul montou uma estratégia para atender à demanda neste momento, incluindo empresas em férias coletivas ou com expediente diferenciado. A ação vai diminuir os atendimentos ambulatoriais de pessoas com gripe e simplificar o diagnóstico de casos suspeitos de coronavírus, desafogando o sistema de saúde do Estado. 

"Começaremos uma verdadeira operação de guerra com o envolvimento de mais de 200 profissionais que estarão vacinando trabalhadores em todo o Estado. Lembrando que muitos setores industriais não podem parar, pois precisam seguir abastecendo supermercados e farmácias para a população", destaca o superintendente do SESI-RS, Juliano Colombo.

Somente na próxima semana, deverão ser imunizadas mais de 50 mil pessoas. Até o final da campanha, a estimativa é chegar a um total de 200 mil em mais de 3 mil endereços. "Vacinar-se contra a gripe sazonal ajuda a facilitar o diagnóstico e o gerenciamento dos casos suspeitos, dados os sintomas semelhantes entre Coronavírus e Influenza", destaca Colombo.

De forma inédita e em caráter emergencial, também serão imunizados 2 mil médicos que atuam no Estado, por meio de parceria com o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers). "Precisamos estar muito conscientes de que todos são importantes, mas que existem categorias que necessitam ser priorizadas, pois são fundamentais para que possamos atender os que mais precisam. Neste caso, estamos cuidando de quem cuida", avalia o superintendente.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

Empresários compram máscaras, luvas e aparelhos para hospitais públicos do Ceará
Unidades móveis do SESI vão ajudar no combate ao coronavírus no Maranhão
Na Bahia, empresas farão limpeza profissional para reabertura de hospital dedicado à covid-19

Comentários