SENAI de Goiás vai realizar 1,2 mil testes de covid-19 por dia

Instituto de Tecnologia em Alimentos e Bebidas, em Goiânia, será ampliado para realizar testes de coronavírus
O novo instituto será instalado na escola SENAI Vila Canaã

O Estado de Goiás ganha novo reforço no combate à covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, com a aprovação do Instituto SENAI de Tecnologia em Alimentos e Bebidas, em Goiânia, no edital de integração à Rede de Biologia Molecular, iniciativa do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI).

Com isso, o instituto, instalado na escola SENAI Vila Canaã, será ampliado e, a partir de agosto, poderá realizar até 1.200 testes confiáveis de diagnóstico molecular da covid-19, por dia, aumentando a capacidade do Estado de realizar testagem em massa na população, além de possibilitar a retomada gradual e segura das atividades industriais e dos demais setores econômicos.

“Sem dúvida, é uma grande conquista para indústria goiana, que irá facilitar a convivência com o vírus e a retomada da economia”, comemorou o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG) e dos Conselhos Regionais do SESI e SENAI, em publicações em redes sociais.

“A iniciativa visa ampliar a atuação da instituição na área de saúde e as ações de enfrentamento do novo coronavírus para garantir a retomada segura do setor produtivo. A Rede de Biologia Molecular terá atuação emergencial para diagnóstico molecular do SARS-COV-2 pelo método padrão-ouro RT-qPCR, teste que se baseia na detecção de fragmentos do material genético do vírus e revela se a pessoa está doente no momento da realização do exame”, explica a gerente do IST Alimentos, Karolline Fernandes.

Com investimento de R$ 1,4 milhão, financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES), o Laboratório de Biologia Molecular do IST Alimentos será implantado em até três meses, com previsão de começar a funcionar em agosto. O projeto também teve apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg), que destinou R$ 350 mil para compra de equipamentos importados.

Além de Goiás, participam da Rede SENAI de Biologia Molecular os institutos de inovação e de tecnologia da Bahia, de Minas Gerais, Santa Catarina, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, do Rio de Janeiro e Paraná. A meta de médio e longo prazo da rede é apoiar a indústria no desenvolvimento de novas rotas tecnológicas, de produtos e processos relacionados à biotecnologia aplicada a diferentes setores industriais.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

SESI do Distrito Federal vacina trabalhadores contra gripe
Programa da CNI e MCTI seleciona instituições para aprimorar metodologias de gestão da inovação
SENAI de Mato Grosso doa protetores faciais para hospitais do Estado

Comentários