SENAI de Mato Grosso doa protetores faciais para hospitais do Estado

Os EPIs foram produzidos em parceria com o SindiBio e entregues em Cuiabá e Várzea Grande
Os protetores foram feitos por meio de uma inovação para dar agilidade ao processo de produção

Hospitais de Cuiabá e Várzea Grande receberam 1.250 protetores faciais de acetato (face shields) para reforçar os equipamentos de proteção individual (EPIs) aos profissionais de saúde que atuam no combate ao coronavírus. Os protetores foram fabricados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) de Mato Grosso em parceria com o Sindicato das Indústrias do Biodiesel no Estado de Mato Grosso (SindiBio/MT). As entregas ocorreram nas unidades do SENAI de Cuiabá e Várzea Grande.

Foram doados 500 protetores ao Hospital e Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da cidade. Para a capital, foram destinados 400 face shields para o Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá. Indústrias produtoras de biodiesel no Estado receberam 150 equipamentos para distribuírem aos funcionários de áreas sensíveis. Outras 200 máscaras protetoras de acetato serão destinadas para Rondonópolis. 

Pela parceria, o sindicato é responsável por custear a compra dos insumos e o SENAI cede a infraestrutura e profissionais para a fabricação. Os protetores foram feitos por meio de uma inovação desenvolvida para dar agilidade ao processo de produção e, assim, aumentar a quantidade de unidades produzidas. Mesmo não sendo fabricados com peças em 3D, os equipamentos seguem as diretrizes e normas exigidas para garantir a segurança e eficácia.

“Não medimos esforços para contribuir com o enfrentamento dessa pandemia em Mato Grosso. Nesse sentido, o SindiBio somou forças para que pudéssemos fornecer esses equipamentos tão essenciais à proteção das pessoas, especialmente das que atuam na linha de frente nas unidades hospitalares. Estamos disponibilizando, integralmente, a nossa expertise e infraestrutura com o único objetivo de ajudar na prevenção contra o coronavírus para salvar vidas”, afirmou a diretora regional do SENAI/MT, Lélia Brun.

Os equipamentos são frutos da parceria do SENAI com o SindiBio do Mato Grosso

Participaram da entrega o diretor executivo do SindBio/MT, Alexandre Golemo, o secretário municipal de Saúde de Várzea Grande, Diógenes Marcondes, a subsecretária de saúde de Várzea Grande, Maria das Graças Metello, e o representante do Hospital e Pronto Socorro de Cuiabá, Carlos Augusto Silva Xavier Araújo.

"Estamos diante do nosso maior desafio neste século. Por esse motivo é fundamental a mobilização e contribuição de todos. Essa é uma das iniciativas da indústria, apoiadas pela FIEMT, neste momento de pandemia. A indústria está presente e juntos vamos vencer essa guerra", disse o presidente da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (FIEMT), Gustavo de Oliveira.

Além dos 1.250 protetores faciais doados, o SindiBio/MT entregou 12 mil máscaras para instituições de saúde nas cidades de Várzea Grande, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Campo Verde, Barra do Bugres, Feliz Natal e Nova Marilândia. Em Rondonópolis, o sindicato também doou 215 jalecos para as equipes de atendimento do Hospital Municipal.

“Essas ações foram pensadas pelo sindicato, junto com as indústrias de biodiesel do estado, como forma de colaborar no combate ao coronavírus em Mato Grosso. Ao todo, são 13.465 EPIs destinados às diversas regiões para auxiliar a enfrentar essa pandemia e, também, ajudar na retomada das atividades econômicas no estado de forma segura o mais breve possível”, disse o presidente do SindiBio/MT, Rodrigo Guerra.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

SENAI do Rio Grande do Norte entrega 5 mil máscaras de proteção
Hora de ajudar as empresas é agora, diz presidente da CNI, em entrevista à TV Brasil
SESI do Mato Grosso do Sul entrega 25 mil máscaras

Comentários