SENAI assina acordo para reparo de ventiladores pulmonares no DF

Na unidade de Taguatinga, um ambiente dedicado a cursos da área automotiva está sendo preparado para os consertos
O acordo foi assinado na unidade do SENAI em Taguatinga

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) do Distrito Federal assinou, nesta quinta-feira (16), acordo de cooperação técnica com a Secretaria de Saúde do Distrito Federal e o Instituto de Gestão Estratégia de Saúde do DF (Iges-DF) para a manutenção de ventiladores pulmonares que poderão ser utilizados no tratamento de pacientes com a covid-19.

A assinatura ocorreu durante visita do secretário de Saúde, Francisco Araújo, e do diretor-presidente do Iges-DF, Sérgio Costa, ao SENAI deTaguatinga. Na unidade, um ambiente dedicado a cursos da área automotiva está sendo preparado para os consertos.

“Agradeço ao SENAI pela oportunidade que temos aqui de salvar pessoas. Sem sombra de dúvidas será um diferencial no sistema de saúde neste momento”, disse o secretário. “O respirador é um item fundamental em um leito de UTI. Ele é hoje o instrumento mais necessário para a população, uma vez que o coronavírus afeta diretamente o sistema respiratório das pessoas”, completou.

O acordo trata, incialmente, da reparação de 50 equipamentos e não implica em transferência de recursos. A documento prevê que a ação terá duração de 180 dias, podendo ser prorrogada por igual período.

“Fomos procurados pelo governo do DF para organizar ações de apoio no combate ao Covid-19 e imediatamente iniciamos várias frentes, como a da produção de máscaras face shield e de reparo dos ventiladores pulmonares”, destaca o presidente da Federação das Indústrias do Distrito Federal (FIBRA), Jamal Jorge Bittar, que guiou a visita, acompanhado do diretor regional do SENAI/DF, Marco Secco.

Inicialmente, estão envolvidos na atividade 14 instrutores da institução das áreas de Eletrotécnica, Eletrônica, Engenharia Elétrica, Engenharia Biomédica, Segurança do Trabalho e Engenharia Mecânica.

Produção de equipamentos de proteção individual 

Após conhecer o espaço em que ocorrerá a manutenção dos ventiladores pulmonares, a equipe visitou o SENAI Lab, também emTaguatinga, onde são produzidas máscaras de proteção conhecidas como face shield.

O uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) é fundamental para diminuir a propagação do vírus, especialmente para os profissionais de saúde.

Duzentas unidades foram feitas em impressoras 3D, em parceria com o Serviço Social da Indústria (SESI) do Distrito Federal. A entrega simbólica ao sistema público de saúde ocorreu nesta quinta-feira.

Desde o início da semana, uma linha de montagem de máscaras faciais foi aberta por meio de uma parceria com o movimento Brasília Maior que o Covid-19 e o Instituto Federal de Brasília (IFB). Quase 2 mil unidades já foram montadas no SENAI Taguatinga.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

10 respiradores hospitalares, consertados pelo SENAI, voltam a Macapá
Indústria do vestuário produz aventais para profissionais de saúde
FIESC lança portal para divulgar campanhas de combate ao coronavírus

Comentários