Federações das indústrias recuperam respiradores e intensificam testes de Covid-19

A indústria segue no combate ao novo coronavírus com doações de cestas com alimentos e kits de higiene, máscaras de proteção e mais testes em trabalhadores
A FIEMS distribuiu mais de 121,3 mil máscaras de tecido pelo estado

Entre os dias 19 e 25 de junho, as federações das indústrias realizaram entregas de material de proteção como máscaras e álcool, arrecadaram alimentos para doar, intensificaram os testes de Covid-19, dentre outras ações.

No Centro-Oeste, por exemplo, a Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul (FIEMS) distribuiu mais de 121,3 mil máscaras de tecido, 25,9 mil litros de álcool e 392 protetores faciais (face shields).

Em apenas um mês, a FIEMS fez doações para 26 municípios de Mato Grosso do Sul, sindicatos industriais, entidades parceiras e bairros em situação de vulnerabilidade social. As ações fazem parte da campanha da federação e do Serviço Social da Indústria (SESI) de combate à pandemia do novo coronavírus, que, para além de conter os focos de Covid-19, visa preservar empregos e movimentar a economia por meio da indústria. Acesse o site da FIEMS e confira todas as ações realizadas.

No Distrito Federal, o SESI iniciou no dia 15 de junho, a aplicação de testes em trabalhadores da indústria para detecção rápida da doença causada pelo coronavírus. A testagem começou por empresas associadas ao Sindicato da Indústria da Construção Civil do DF (Sinduscon/DF).

A entidade foi a primeira a assinar a parceria com a instituição para que empresas do setor participem do projeto piloto + Diagnóstico, por meio do qual 10 mil testes gratuitos serão realizados nos colaboradores das empresas associadas aos sindicatos filiados à Federação das Indústrias do Distrito Federal (FIBRA). A ação busca identificar precocemente e realizar encaminhamento adequado às pessoas com covid-19, conforme protocolo de manejo clínico do Ministério da Saúde. Leia mais no site da FIBRA.

As ações na região Norte 

No Amazonas, a Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), por meio do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Manaus (Simmmem), estendeu a Rio Preto da Eva a ação solidária que vem desenvolvendo contra a pandemia ao doar 100 cestas básicas para famílias necessitadas no município.

No total, 700 famílias, incluindo as da zona rural do município, foram beneficiadas com as doações da indústria, da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) de Rio Preto da Eva e da empresa SM Construtora. Outras informações no site da FIEAM.

Enquanto isso, em Rondônia, o mote da campanha promovida pelas escolas do Sistema Indústria foi Transforme uma vida. Quem tem fome, tem pressa. O objetivo era arrecadar alimentos não perecíveis para atender famílias carentes e moradores do município Rolim de Moura (RO).

A campanha iniciou em abril deste ano e a entrega das cestas básicas começou neste mês de junho. Foram beneficiadas famílias carentes cadastradas no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), através do sistema Cad Único, de Rolim de Moura. A produção das cestas foi realizada no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e a entrega aconteceu nas residências das famílias contempladas. Confira essas e outras informações no site da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (FIERO).

Em doação, o SESI e o SENAI do Amapá receberam do Ministério Público do Estado (MP/AP), por meio da Promotoria de Meio Ambiente, 46 metros de tecido percal. O material será utilizado na confecção de máscaras, como parte da iniciativa Protege Amapá: protegendo e valorizando a vida.

Como na primeira entrega, em que 106 metros de percal e tricoline serviram para a produção de 2 mil máscaras, o produto recebido será trabalhado por costureiras e voluntários responsáveis por fabricar os itens de proteção individual. Posteriormente, serão doados a famílias carentes.

Doações de cestas e kits de higiene em Macapá beneficiaram cerca de 10 mil pessoas

Além disso, após percorrer 14 bairros de Macapá e Santana, o Sistema Indústria do Amapá encerrou as doações de cestas e kits de higiene, contemplando cerca de 10 mil pessoas. Por meio da iniciativa, desde o dia 3 de junho, as equipes das duas instituições trabalharam para entregar cestas básicas, contendo gêneros alimentícios, itens de limpeza e higiene, e, ainda, máscaras de tecido. A mobilização faz parte de uma parceria estabelecida com a Fundação Banco do Brasil, a BB Seguros, o Banco BV e o Banco do Brasil. Leia mais no site do SESI e do SENAI do Amapá.

Em Tocantins, empresários da Associação Comercial e Industrial de Paraíso do Tocantins (ACIP) se mobilizaram para diminuir a contaminação da Covid-19 por meio da produção e distribuição de 2.000 máscaras e aventais em parceria com o SENAI/TO. A ação faz parte do projeto Costurando Solidariedade e a entrega dos itens foi realizada no dia 19 de junho, contemplando profissionais da saúde e entidades representativas da comunidade em geral.

Na fase de produção, o projeto possibilitou ainda a disseminação de conhecimento entre a comunidade por meio da formação da turma do curso de aperfeiçoamento Máscaras de Proteção Respiratória e Aventais. Voltado a alunos com conhecimento prévio na área de vestuário, o curso foi realizado cumprindo as normas de segurança e saúde recomendadas como o distanciamento, uso obrigatório de máscaras, seleção de candidatos fora do grupo de maior risco e disponibilização de álcool gel. Saiba mais sobre e outras iniciativas da FIETO no site.

No Nordeste, os testes da Covid-19 foram intensificados

O SESI do Ceará iniciou no dia 23 de junho a testagem rápida de trabalhadores industriais para a Covid-19. O exame faz parte das inúmeras ações do plano de prevenção e contingência no combate ao novo coronavírus, que tem por objetivo a triagem, monitoramento e manutenção da saúde do trabalhador. Os serviços são pagos e estão disponíveis apenas para pessoas jurídicas.

Entre os serviços que compõem o plano do SESI, ofertados aos clientes, estão: teletriagem; triagem clínica; teleatendimento; consultas com clínico geral e aplicação de testes. Confira outras informações no site da FIEC.

No Piauí, o SESI também começou o serviço de teste rápido nas indústrias para garantir a saúde e a segurança dos trabalhadores, dentro do contexto de ações de enfrentamento ao novo coronavírus.

O serviço de testagem se soma a várias ações desenvolvidas pela Federação das Indústrias do Estado do Piauí (FIEPI) para ajudar as indústrias e a sociedade no combate à pandemia.

A equipe da área de saúde do SESI, que irá realizar o serviço passou por um treinamento online, onde participaram 11 profissionais dentre os quais constavam médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fonoaudiólogas e fisioterapeuta. Mais no site da FIEPI.

Esta semana, o SENAI CIMATEC ultrapassou a marca de 200 respiradores mecânicos recuperados tornando-se, além do primeiro polo de manutenção desses equipamentos no país, o que mais respiradores recuperou ao longo do início da ação coordenada pelo SENAI. Ao todo, 1502 respiradores foram recuperados no Brasil. Um impacto significativo no número de vidas salvas.

Os equipamentos consertados pelo SENAI CIMATEC, no total de 209, já foram entregues às unidades de saúde da capital e do interior da Bahia e, também, do Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul. Os respiradores mecânicos são essenciais nos leitos de UTI’s para o tratamento de doentes da COVID-19.

Respiradores reparados são entregues para hospital em Ituiutaba (MG)

Em Minas Gerais, as ações de combate a Covid-19 continuam

Milhares de pessoas na cidade de Ituiutaba (MG) serão beneficiadas com a doação de 10.000 máscaras e 3.000 litros de álcool glicerinado pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG) do Pontal do Triângulo. As máscaras são produzidas pelo SENAI Modatec e o álcool é produzido em parceria com as indústrias de açúcar e álcool de Minas Gerais. Todo material está sendo repassado para o Estado, por meio da federação.

Além disso, em nova etapa de uma ação coordenada pelo Governo de Minas Gerais, por meio da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), em parceria com a FIEMG, mais dois respiradores pulmonares que estavam em desuso foram devolvidos aptos ao funcionamento.

Foram captados 3 respiradores no Hospital São Jose, 04 no Hospital Nossa Senhora D’Abadia, 01 no Hospital Genésio Franco em Santa Vitória e 02 na Santa Casa em Prata, sendo que na primeira devolução, dois respiradores foram entregues ao Hospital Nossa Senhora D’Abadia e um ao Hospital São José. Outras informações no site da FIEMG.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

SENAI entra na lista da Forbes de maiores doadores contra o coronavírus
Ou inova ou desaparece: os caminhos para a indústria impostos pela pandemia
VÍDEO: Como a Novitech conseguiu ampliar a produção de respiradores

Comentários