SENAI entra na lista da Forbes de maiores doadores contra o coronavírus

O SENAI aparece em oitavo lugar na lista com as 100 maiores empresas em doações no esforço contra a Covid-19. Iniciativas vão do conserto de respiradores à fabricação de EPIs e ao financiamento da inovação

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) está entre os maiores doadores do Brasil no combate ao novo coronavírus. A institução aparece em oitavo lugar na lista da revista Forbes, com as 100 maiores empresas doadoras do país. Essa rede de solidariedade já disponibilizou mais de R$ 5,4 bi na luta contra a Covid-19. 

No caso do SENAI, a matéria cita a mobilização feita junto ao setor industrial, com R$ 63 milhões destinados ao combate ao vírus. A rede coordenada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pelo SENAI mobilizou 380 indústrias de diversos portes, entidades representativas setoriais e as federações estaduais das indústrias.

Atualmente, o apoio do setor industrial contra o novo coronavírus já passa dos R$ 336 mi. São ações que vão do conserto de respiradores mecânicos à produção de testes rápidos e à doação de insumos essenciais ao sistema de saúde e seus profissionais.

Conheça as 10 maiores doadoras, segundo a lista da Forbes

1o - Itaú Unibanco: R$ 1 bilhão

2o - Vale: R$ 500 milhões

3o - JBS: R$ 400 milhões

4o - Ambev: R$ 110 milhões

5o - Rede D'Or: R$ 110 milhões

6o - Bradesco: R$ 99 milhoes

7o - Caoa Chery: R$ 74 milhões

8o - SENAI: R$ 63 milhões

9- Nestlé: R$ 55 milhões

10o - BRF: R$ 50 milhões

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias

Relacionadas

Leia mais

Iniciativas de rede mobilizada por SENAI e CNI já somam R$ 336 
mi para o combate à pandemia
Respirador do SENAI é aprovado em edital Petrobras e IBP
VÍDEO: O SENAI é feito de pessoas

Comentários