ULTIMATE GOAL: Está aberta a nova temporada do Torneio SESI de Robótica FTC

A edição 2020/2021 pretende mostrar que os esportes não estão ligados apenas a exercícios físicos. Na arena, os desafios lembram jogos de arremesso e os elementos principais são anéis
O SESI é o operador oficial do Torneio SESI de Robótica FTC desde 2019

Quando falamos em esportes o que vem na sua mente? Futebol, vôlei, basquete e natação costumam ser as primeiras opções, né? Para modificar esse pensamento, as competições de robótica, promovidas no Brasil pelo Serviço Social da Indústria (SESI), decidiram abordar o mundo dos esportes.

A nova temporada da categoria FIRST Tech Challenge (FTC) – Ultimate Goal, por exemplo, pretende mostrar que em qualquer esporte é preciso usar mais que músculos. Criatividade, imaginação e pensamento crítico são muito importantes e podem mudar o resultado de qualquer partida.

Assista ao vídeo para entender como será o desafio Ultimate Goal na arena:

Outras informações sobre a categoria

No FTC, estudantes do ensino médio são desafiados a projetar, prototipar, testar e programar robôs autônomos e controlados por pilotos para executar uma série de tarefas em disputas individuais e em duplas. Para isso, eles precisam aprender a trabalhar com máquinas e circuitos – os mesmos equipamentos utilizados por grandes engenheiros.

Na competição, as equipes são avaliadas em quatro etapas e concorrem aos seguintes prêmios: Prêmio Inspiração, Prêmio Pensamento Criativo, Prêmio Conexão, Prêmio Inovação Collins Aerospace, Prêmio de Design, Prêmio Motivação, Prêmio de Controle, Prêmio Aliança Vencedora e Prêmio Aliança Finalista.  

Existem também o Prêmio Divulgação e o Prêmio Bússola, que são opcionais e podem não ser entregues em todos os torneios.  

A equipe, formada por até 15 integrantes, passa primeiro por uma entrevista em sala e tem direito a elaborar uma apresentação de cinco minutos. Os juízes podem fazer perguntas na sala e nos pits durante a competição. Além disso, os estudantes têm a obrigação de produzir o Caderno de Engenharia, no qual relatam os detalhes de todas as atividades executadas, como o desenvolvimento da programação do robô, o design, produção, testes, entre outros.  

“O FTC contribui para que os competidores desenvolvam habilidades como comunicação, resolução de conflitos, tomada de decisões, programação e raciocínio lógico. Tudo isso de um jeito inovador, divertido e que ajuda a preparar os jovens para o futuro profissional. Por isso o SESI tem investido em robótica educacional e em torneios”, explica o diretor de Operações do SESI, Paulo Mól.

No FTC, os jovens tem que programar robôs autônomos e controlados por pilotos para executar uma série de tarefas

A participação do Brasil nas competições de robótica

O SESI é o operador oficial do Torneio SESI de Robótica FIRST Tech Challenge (FTC) desde 2019, quando começou com a realização de um projeto piloto com 16 times brasileiros. 

A equipe vencedora na categoria FTC no Festival SESI de Robótica 2020, realizado em São Paulo, foi a Geartech Canaã, do SESI de Goiânia (GO). Os jovens também conquistaram o pódio em 2019 e foram para o Mundial de Robótica de Houston, nos Estados Unidos. Lá, o time goiano estreou com o pé direito, levando o Prêmio de Motivação.

Nos últimos seis anos, o Brasil já conquistou mais de 60 prêmios em torneios internacionais de robótica, tornando o SESI referência mundial no ensino da metodologia em todas as suas escolas.

Acompanhe tudo sobre a nova temporada de robótica

As novidades estão no canal do Torneio SESI de Robótica FIRST LEGO League, do Torneio SESI de Robótica FIRST Tech Challenge, aqui na Agência CNI de Notícias e nos perfis do Torneio no Instagram e Facebook. Veja as fotos no Flickr da CNI.

Relacionadas

Leia mais

Veja quem são os campeões do Desafio Covid-19 de Robótica
7 soluções de estudantes de robótica contra o novo coronavírus
RePLAY! Nova temporada do Torneio SESI de Robótica já está no ar

Comentários