Imersão virtual no ecossistema de inovação de Israel terá interação com grandes empresas e startups

Participantes terão acesso a especialistas de empresas como Microsoft, IBM, Nanosynex, VDDO e da Israel Innovation Authority. Serão três dias de palestras e troca de experiências por meio da plataforma b2match

Conceito Nacional de Liberdade Bandeira do País de Israel
Os participantes conhecerão o que há de mais moderno na agenda de tecnologia em Israel

Cerca de 40 representantes de empresas, de órgãos públicos e da academia já confirmaram participação na primeira edição virtual do Programa de Imersões em Ecossistemas de Inovação, entre os dias 25 e 27 de maio, realizada pela Diretoria de Inovação da Confederação Nacional da Indústria (CNI). A programação inclui apresentações de representantes de importantes indústrias e startups israelenses, além da possibilidade de inteiração e marcação de reuniões paralelas pela plataforma em que a imersão será realizada.

Israel é o segundo país com maior concentração per capita de startups, abriga o maior número per capita de engenheiros e tem a segunda maior taxa de gastos com pesquisa e desenvolvimento (P&D) do mundo.

A imersão, que ainda está com inscrições abertas para as últimas vagas disponíveis, será realizada toda em inglês e de forma inédita por meio da plataforma virtual b2match. Pela ferramenta, os inscritos poderão gerenciar sua participação, participar da Comunidade da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), realizar matchmaking e marcar reuniões com os participantes e palestrantes, além de ter acesso rápido e intuitivo às palestras e visitas técnicas.

Os participantes conhecerão o que há de mais moderno na agenda de tecnologia em Israel, com acesso ao panorama virtual de diversas empresas e startups. Startup que se destacou por soluções inovadoras na área de medicina digital, a Nanosynex é uma das empresas que serão apresentadas na imersão.

Brasileira, a co-fundadora e vice-presidente de Marketing do grupo, Michelle Heymann, falará sobre aceleração e empreendedorismo e apresentará a startup israelense, criada em 2017 com o objetivo de fornecer novas soluções para melhorar a qualidade dos testes e reduzir os custos de saúde, acelerando os processos de diagnóstico.

A imersão passará também por empresas como a VDDO, referência mundial em segurança cibernética, e a Utilis, especializada em inteligência de infraestrutura baseada em satélite, também fazem parte da programação.

Na programação virtual também estão incluídas palestras de representantes do Centro de P&D da Microsoft, em Haifa; do IBM Research Labs; e da Israel Innovation Authority, que fornece ferramentas práticas e plataformas de financiamento destinadas a atender às necessidades dinâmicas e mutantes dos ecossistemas de inovação locais e internacionais; além do escritório da Apex-Brasil em Israel, que desenvolve diversas ações para fomentar parcerias entre instituições e empresas brasileiras e israelenses.

Imersão ao vivo e com interações

As imersões presenciais da CNI foram suspensas no começo da pandemia e esta será a primeira visita virtual ao ecossistema de inovação de outro país dentro do programa coordenado pela CNI. A imersão será ao vivo nas manhãs de terça, quarta e quinta-feira da semana que vem (25, 26 e 27 de maio), em uma dinâmica similar à de um programa de TV, com um apresentador e convidados, além de interações entre participantes e os palestrantes.

“O desafio de organizar esta primeira imersão virtual é enorme, pois envolve uma logística ampla com representantes de indústrias, startups e instituições israelenses. Todos se mostraram bastante animados com esta experiência, que colocará empresários e executivos brasileiros em contato com o que há de mais avançado em ciência, tecnologia e inovação em Israel”, detalha a diretora de Inovação da CNI, Gianna Sagazio.

Entre os participantes inscritos há CEOs e representantes de empresas como a Airbus Brasil, Embraer, Braskem, Roche, WEG, além integrantes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei), da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), entre outras instituições.

Relacionadas

Leia mais

CNI abre inscrições para imersão virtual de inovação em Israel
7 fatos incríveis sobre o ecossistema de inovação de Israel
CNI pede descontingenciamento e autonomia de Conselho para destinação de recursos do FNDCT

Comentários