Entidades e empresas que integram a MEI adotam iniciativas para combate ao coronavírus

Entre as ações estão a destinação de recursos para pesquisas, linhas de financiamento, plataformas para startups e empresas buscarem soluções contra a Covid-19 e parcerias para manutenção de respiradores
MEI está reunindo informações sobre as medidas colocadas em práticas por indústrias e entidades ligadas ao segmento industrial

Empresas e entidades que integram a Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) estão adotando uma série de iniciativas voltadas para o combate ao novo coronavírus.

Desde a semana passada, a MEI - grupo coordenado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) que reúne mais de 300 das principais empresas com atuação no país - tem agregado informações sobre as medidas colocadas em práticas por indústrias e entidades ligadas ao segmento industrial. 

Entre as ações estão o desenvolvimento de soluções e plataformas que conectam quem oferece e quem demanda tecnologias que possam contribuir para a redução dos efeitos da covid-19, a destinação de recursos para pesquisas e linhas de financiamento para ajudar a reduzir os efeitos da pandemia.

Uma das medidas de destaque é a parceria do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) com 10 grandes indústrias para realizar a manutenção de respiradores mecânicos que estão sem uso para voltarem a ser usados no tratamento de pacientes com covid-19. As empresas parceiras do SENAI no projeto são: ArcelorMittal, Fiat Chrysler Automóveis (FCA), Ford, General Motors, Honda, Jaguar Land Rover, Renault, Scania, Toyota e Vale.

O SENAI e o Serviço Social da Indústria (SESI) também destinaram R$ 20 milhões no edital de Inovação da Indústria para projetos voltados ao desenvolvimento de soluções contra o coronavírus.

Entre as ações de parceiras da MEI também está a iniciativa da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) de buscar soluções inovadoras voltadas para comunidades de baixa renda. O edital vai destinar R$ 2,5 milhões divididos.

A diretora de Inovação da CNI, Gianna Sagazio, destaca que é fundamental dar publicidade a essas iniciativas para incentivar cada vez mais empresas e entidades a adotarem ações em prol do combate ao coronavírus. Ela ressalta também a importância de ações inovadoras capazes de atenuar a doença e auxiliar doentes neste momento de crise.

SENAI + EMPRESAS PARCEIRAS
O SENAI e dez grandes indústrias se uniram para realizar a manutenção de respiradores mecânicos que estão sem uso, a fim de ajudar no tratamento de pacientes com covid-19. A “Iniciativa + Manutenção de Respiradores”, uma rede voluntária, conta com 25 pontos para receber os equipamentos, dos quais dez são unidades do SENAI e 15 estão em plantas das seguintes empresas: ArcelorMittal, Fiat Chrysler Automóveis (FCA), Ford, General Motors, Honda, Jaguar Land Rover, Renault, Scania, Toyota e Vale.

ABDI
Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) lança edital para buscar soluções inovadoras voltadas para comunidades de baixa renda. A primeira chamada do Edital irá destinar R$ 2,5 milhões divididos em R$1 milhão, para o primeiro lugar, e R$ 600 mil, R$ 500 mil e R$ 400 mil, para os 2º, 3º e 4º lugares respectivamente. As inscrições podem ser realizadas no site da ABDI.

MCTIC e FINEP
O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e a Financiadora de Estudos e Projeros (FINEP) lançaram chamada pública com o objetivo de conceder recursos de subvenção econômica, no valor de R$ 5 milhões, para o desenvolvimento de soluções inovadoras, que envolvam significativo risco tecnológico, para o desenvolvimento de Equipamentos e Sistemas de Proteção Individual (EPI) e Coletiva (EPC), visando a segurança biológica e a proteção de equipes da cadeia de atendimento médico-hospitalar do COVID-19.

FINEP
FINEP cria três linhas específicas, com condições especiais, para garantir o desenvolvimento de tecnologias por parte de empresas. O formato é de fluxo contínuo, a partir das regras que envolvem os financiamentos reembolsáveis da companhia. As linhas são: Crédito para Reconversão Industrial; Escalonamento para dispositivos médicos; e Aquisição Inovadora Saúde.

INPI
O Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), em ação para estimular a produção e licenciamento de novas tecnologias, irá priorizar o exame de pedidos de patentes relativos a inovações que possam ser usadas no combate à pandemia do novo coronavírus. A medida foi oficializada por meio da Portaria n° 149/2020, publicada no dia 7 de abril, na Revista da Propriedade Industrial (RPI). Entre as modalidades de trâmite prioritário de patentes, uma delas é voltada para tecnologias de saúde, especialmente as estratégicas para o Sistema Único de Saúde (SUS). Agora, as tecnologias relativas ao combate do novo coronavírus passam a fazer parte deste exame acelerado.

GOVERNO DE MINAS
A Secretaria de Estado Desenvolvimento Econômico (Sede), por meio da Subsecretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação e, em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapemig), mapeia projetos e ideias inovadoras de empresas e Instituições de Pesquisa Científica e Tecnológica (ICT’s), localizadas em Minas Gerais, para combater a pandemia do coronavírus. A iniciativa busca financiar projetos que promovam soluções de auxílio ao enfrentamento à doença e à superação dos danos sociais e econômicos por ela causados.

SOFTEX
A Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex) reuniu uma seleção de empresas e startups que podem ajudar no combate ao COVID-19 e minimizar o impacto na sociedade. As soluções são direcionadas para negócios, para a área da saúde – incluindo mental -, e outras áreas que podem contribuir nesse período emergencial.

10KDIGITAL
Lista apresenta startups de todo o Brasil que estão se mobilizando para o combate à crise provocada pela pandemia do coronavírus. A relação completa tem soluções que estão sendo construídas e oferecidas gratuitamente, em diversos setores e aplicações. A soluções foram agrupadas de forma colaborativa pela comunidade de startups. Também é possível adicionar uma nova iniciativa.

GOVERNO FEDERAL
Governo Federal cria site para informar empresas de todos os setores sobre as ações que estão sendo realizadas para combater a crise econômica desencadeada pela pandemia do COVID-19. É possível acessar informações sobre medidas de apoio para os diferentes setores produtivos (Indústria, Comércio e Serviços) e por porte das empresas.

EMERGE
A EMERGE realizou uma chamada sobre projetos científicos para o enfrentamento do coronavírus e realizou a curadoria desses projetos consolidando um material que está disponível para instituições e empresas que queiram se engajar no combate a pandemia. O objetivo da iniciativa é conectar as demandas de cientistas que estão desenvolvendo soluções para enfrentar a COVID 19 com organizações que querem apoiar a ciência na busca de soluções para a pandemia.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

Conheça as iniciativas das empresas de telecomunicação para enfrentar o coronavírus
5 dicas do IEL para estágio e home office em tempos de coronavírus
MEI Tools oferece conjunto de ferramentas para empresas brasileiras inovarem

Comentários