Um escultor de doces

O paulista Lucas Rocha se prepara para competir principal torneio de profissões técnicas do mundo, a WorldSkills. Aluno do SENAI, ele vai competir em Confeitaria
O paulista tem tanto apresso pela confeitaria que não se imagina fazendo outra coisa

Desde janeiro, Lucas Iriais Rocha, 21 anos, está em Belo Horizonte, onde se prepara para a WorldSkills 2019. Não será a primeira competição internacional do jovem paulista. No ano passado, ele participou do Mundial de Jovens Confeiteiros, na Alemanha, disputando na categoria de alta confeitaria, com esculturas de chocolate.

A experiência vai ajudá-lo na maior competição de educação profissional do mundo, a ser realizada na cidade russa de Kazan, em agosto. Dessa vez, o desafio é trabalhar o açúcar. “Eu gosto muito desse clima de competição. Vou dar o meu melhor e voltar de lá feliz, vitorioso”, reconhece Lucas. Para ele, a WorldSkills é também uma grande oportunidade para aprender.

Em 2016, Lucas ingressou no curso de Confeitaria no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) em São Paulo. Meses depois, começou a pensar em participar de competições na área e trilhou esse caminho. Passou por competições estaduais e pela Olimpíada do Conhecimento, etapa nacional rumo à WorldSkills.  

Para além da competição, o sonho do paulista é terminar seu segundo curso técnico, na área de alimentos, fazer faculdade, estudar inglês e continuar na área de Confeitaria. “No futuro quero dar aulas, prestar consultoria e desenvolver produtos na minha área e trabalhar com alimentos. Não me imagino fora desse mundo”, explica ele, que mora com a avó e mesmo nas horas vagas pesquisa sobre a confeitaria tradicional francesa, chamada pâtisserie.

O treinamento e as experiências com as provas transformaram muito a vida do jovem.  “Eu não seria quem eu sou hoje sem a competição, sem tudo isso que eu passei, sem estes profissionais que me ajudaram. A competição me transformou em uma pessoa com muito mais desejo. Me mudou mesmo”, revela.

Relacionadas

Leia mais

De bagunceiro a aluno modelo e representante do Brasil numa competição mundial: conheça Leonardo Escola
Em busca do ouro e de uma mistura de culturas e pessoas
Maranhense que mora em Goiás, João Vitor vai buscar o ouro na Rússia

Comentários