Luiz Fernando aposta na capacidade lógica para conquistar o ouro em Manufatura Integrada

O jovem está sendo preparado pelo SENAI para participar da maior competição de profissões técnicas do mundo, a WorldSkills
“Sei que estarei em um clima e uma cultura bem diferentes”, afirma Luiz

Foi numa carona que pegou com um professor de Elétrica que Luiz Fernando Zanini, estudante de Eletromecânica do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), de Bauru (SP), recebeu, com surpresa, o convite para ser um competidor na ocupação Manufatura Integrada. O jovem de 21 anos já se destacava como um dos melhores alunos do curso e topou o desafio. Depois de passar por etapas estaduais e pela Olimpíada do Conhecimento, a competição nacional, o jovem dedica muitas horas do seu dia para treinar para a WorldSkills 2019.

A Manufatura Integrada é uma tecnologia desenvolvida para computadores com o objetivo de automatizar e facilitar a administração de setores produtivos com mais eficiência. Com ela é possível ter uma visão integral do sistema de produção, desde a seleção e entrada da matéria prima até a armazenagem final.

A categoria demanda habilidades de cálculo, lógica e capacidade de planejamento. Como cálculo não é exatamente o forte do competidor paulista, ele compensa seu ponto fraco com muita determinação e com sua grande capacidade de se planejar e de ser preciso. “Se eu vou falar com alguém, já tento antecipar a conversa. No mercado, faço a lista e já penso em alternativas para compra de produtos”, revela. Ambas as capacidades o ajudam a ganhar tempo. “Na WorldSkills, tempo é crucial para todas as modalidades”, ensina Luiz, que tornou-se um estudante mais dedicado e aprendeu a se soltar quando precisa falar em público.

A inspiração vem do pai, carteiro. “Meu pai é uma inspiração gigante: ele trabalha pra caramba, mas não deixa de fazer o que precisa fazer e demonstrar o amor dele mesmo assim”. A WorldSkills 2019 será realizada no mês de agosto, na cidade de Kazan, na Rússia. Luiz sabe que será tudo novo. “Estarei um clima e cultura bem diferentes”, acredita. Nos planos para o futuro, está a faculdade de Engenharia Elétrica. Desafios não serão um problema. Ele sabe que depois do torneio mundial estará preparado para o que vier.

Relacionadas

Leia mais

Após fazer três cursos no SENAI, Lucas treina para o mundial de profissões técnicas
Matricule-se! SENAI está com vagas abertas em cursos para todas as idades
De bagunceiro a aluno modelo e representante do Brasil numa competição mundial: conheça Leonardo Escola

Comentários