Após fazer três cursos no SENAI, Lucas treina para o mundial de profissões técnicas

O jovem de 19 anos vai competir na WorldSkills na modalidade Aplicação de Revestimentos Cerâmicos. Disputa será em agosto, na Rússia
"A gente entra menino e sai homem", afirma Lucas Gomes

Encantamento. Essa foi a primeira sensação que Lucas Gomes sentiu ao conhecer a WorldSkills, em 2015, em São Paulo. Ao ver o tapete vermelho em que os competidores pisavam demonstrando confiança, o jovem paulista decidiu que queria se capacitar para fazer o mesmo. “Ali eu senti o clima. Os melhores de países diferentes. Eu olhava pra um lado era inglês, olhava pro outro lado japonês. O chão era de tapete vermelho, muito chique. A gente sabia que não estava em qualquer lugar”, relata Lucas.

O jovem de 19 anos tem um currículo recheado de cursos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI): mecânico de usinagem, mecânico de automóveis e pedreiro eclético. O apoio veio sobretudo do padrasto, que trabalhava na indústria à época.

Hoje, Lucas treina duro para representar o Brasil na Rússia. “É muita pressão de todos os lados. Você tem que se manter focado. O mundo é cheio de concorrências profissionais, então a postura do competidor é muito importante. A gente entra menino e sai homem”, explica o jovem. A preparação é reforçada com exercícios na academia e as conversas com a namorada que ajudam a matar a saudade de casa.

Nos planos para o futuro, o paulista pensa ser docente no SENAI e depois fazer faculdade de Arquitetura.

Relacionadas

Leia mais

O mais jovem na mais nova categoria da competição mundial de profissões técnicas
Educação profissional é investimento no futuro
WorldSkills 2019: Na impressão, a única guria

Comentários