Faturamento da indústria cresceu 11,4% em maio, afirma CNI

Alta reflete a retomada da atividade industrial, depois da redução e paralisação nas plantas industriais em março e em abril, quando as medidas de distanciamento social se aprofundaram e afastaram o consumidor
O elevado crescimento de maio não foi suficiente para reverter a queda registrada em abril

Faturamento real, horas trabalhadas na produção e utilização da capacidade instalada cresceram em maio depois de terem registrado seu pior resultado da história recente em abril, deste ano. Os dados são da pesquisa Indicadores Industriais, realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

As altas refletem a retomada da atividade industrial, depois das paralisações em diversas plantas industriais em março e em abril, durante o aprofundamento das medidas de distanciamento social. No entanto, o elevado crescimento de maio não foi suficiente para reverter a queda de abril.

“É importante considerar que o crescimento vem após dois meses de fortes quedas. A Indústria continua bastante desaquecida, mas os resultados de maio mostram que o pior já passou”, diz o gerente-executivo de Economia da CNI, Renato da Fonseca.

O faturamento real segue 18,2% abaixo do registrado em fevereiro e horas trabalhadas na produção caíram 15,8% na mesma comparação. A ociosidade segue bastante elevada: apesar da alta de 2,6 pontos percentuais, a utilização da capacidade instalada (UCI) segue abaixo dos 70%. 

O emprego registrou a quarta queda consecutiva. Mas, em maio, o ritmo foi menor do que no mês anterior. Massa salarial e o rendimento médio pago aos trabalhadores da indústria caíram pelo segundo mês consecutivo.

Podcast: Economia em 60 segundos 

Para apresentar um resumo geral dos principais dados que afetam a economia brasileira, o mercado de trabalho, a produção industrial e os investimentos, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) criou um podcast semanal: Economia em 60 segundos.

O programa irá ao ar todas as sextas-feiras, com os números, resultados de pesquisas e estatísticas da CNI.

#1 - O pior já passou?

A estreia traz a análise dos dados de duas pesquisas (Indicadores Industriais e o Índice de Confiança) publicadas nesta semana e responde a dúvida que todos estão fazendo:

Será que o pior ficou pra trás?

Você pode acessá-lo pelo Soundcloud da CNI.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias

Relacionadas

Leia mais

Os destaques da Agência CNI de Notícias
Desafio de robótica contra a Covid-19 tem mais de 400 equipes inscritas
Empresas participantes do Procompi aumentaram em 25% a produtividade

Comentários