SESI lança serviço de telemedicina para reforçar apoio às empresas no enfrentamento ao coronavírus

Por meio de aplicativo, trabalhadores poderão tirar dúvidas em relação à doença e marcar consultas online para ter encaminhamento mais adequado a cada situação – se caso suspeito ou confirmado de Covid-19
Em consulta online, médico pode solicitar exames e prescrever medicamentos como no atendimento presencial

Para reforçar o apoio às empresas no enfrentamento da pandemia, o Serviço Social da Indústria (SESI) lança nesta segunda-feira (17) o serviço de telemedicina para ajudar empresas no monitoramento e tratamento de casos de Covid-19. Por meio de um aplicativo, os trabalhadores poderão tirar dúvidas em relação à doença e modos de transmissão, marcar consultas online em qualquer dia e horário e ter informações de hospitais próximos que estão recebendo pacientes com suspeita de contágio por coronavírus. Gestores interessados devem procurar o SESI no seu estado.

Nas consultas, o paciente interage com um médico que pode solicitar exames e prescrever medicamentos. Além disso, no aplicativo, os trabalhadores podem monitorar sua saúde em tempo real e receber sugestões para manter cuidados como atividades físicas, por meio de marcação de número de passos, e número de copos de água que bebeu durante o dia.
 

"O SESI ajuda as empresas desde consultorias para elaboração e execução de planos para enfrentamento ao coronavírus até testagens para detecção de casos de Covid-19" - Emmanuel Lacerda, gerente-executivo do SESI

As empresas receberão informações gerais sobre os casos confirmados via plataforma SESI Viva+, de inteligência e gestão de saúde e segurança no trabalho. Os dados ajudarão nas estratégias de contenção do coronavírus no ambiente laboral ao mesmo tempo que é preservada a privacidade das informações individuais.

De acordo com o gerente-executivo de Saúde e Segurança na Indústria do SESI, Emmanuel Lacerda, a telemedicina complementa o conjunto de serviços para enfrentamento à pandemia.

“O SESI ajuda as empresas desde consultorias para elaboração e execução de planos para enfrentamento ao coronavírus no ambiente laboral até campanhas de vacinação contra o H1N1 e testagem para detecção de casos de Covid-19”, detalha.

Ao todo, mais de 3,2 mil empresas, que empregam 38 mil trabalhadores, contrataram serviços do SESI para o enfrentamento à pandemia.

Volta ao trabalho com segurança? O SESI pode ajudar

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

SESI lança protocolo para retomada de atividades produtivas em tempos de Covid-19
SESI lança Guia de Saúde Mental para o período de pandemia
Indústrias de pequeno e médio porte mostram garra e preparo no enfrentamento à pandemia

Comentários