SESI do Mato Grosso do Sul entrega 25 mil máscaras

A primeira remessa, contendo 10 mil máscaras e 150 protetores faciais, foi entregue ao presidente da Santa Casa de Campo Grande
Longen entrega 25 mil máscaras para Santa Casa, bairros da capital e anuncia mais 475 mil

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Mato Grosso do Sul (FIEMS), Sérgio Longen, iniciou uma grande mobilização para, por meio do Serviço Social da Indústria (SESI), distribuir 500 mil máscaras de tecido à população. A primeira remessa, contendo 10 mil máscaras e 150 protetores faciais, foi entregue ao presidente da Santa Casa de Campo Grande, Heber Xavier, em uma solenidade que contou com a presença do prefeito Marquinhos Trad e diretoria do hospital.

Depois, Longen seguiu para o bairro Jardim Noroeste, onde, acompanhado do superintendente do SESI, Bergson Amarilla, distribuiu máscaras às famílias da região. Enquanto isso, a equipe do SESI também promoveu a ação nos bairros Danúbio Azul, Taquaral Bosque, Jardim Colúmbia e Nova Lima. Nesse sábado (16), foram entregues 15 mil máscaras à comunidade e a meta, segundo o presidente da FIEMS, é entregar mais 475 mil máscaras para os municípios de todas as regiões do Estado.

“A indústria de Mato Grosso do Sul e a federação está mobilizada para auxiliar neste momento em que enfrentamos uma verdadeira guerra. Além de contribuir com a Santa Casa, vamos buscar as pessoas que por algum motivo ainda não tinham máscaras e mostrar a importância de usá-las. Vai ser um trabalho de formiguinha”, explica o Longen, reforçando que, neste momento, a máscara é uma das maneiras mais eficazes de evitar a propagação do novo coronavírus se for necessário sair de casa.

Outras ações desenvolvidas pela federação

O líder empresarial elencou parte das ações da FIEMS para auxiliar no combate da disseminação da covid-19, como a doação de 20 mil litros de álcool para a rede pública de saúde dos municípios e, por meio da startup do SESI, está usando a tecnologia da impressão 3D para produção de face shields. Enquanto isso, a área de Saúde e Segurança do Trabalho da instituição está auxiliando empresas de diversos segmentos a funcionar cumprindo todas as medidas de biossegurança e o SENAI faz a manutenção de respiradores e ambulâncias.

Na solenidade, o prefeito Marquinhos Trad destacou que a principal forma de prevenção é a conscientização da população e deixou uma mensagem sobre a importância do uso de máscaras. “Não podemos ir contra a ciência, contra aqueles que passaram a vida toda estudando, e recomendam o uso da máscara. Pode ser desconfortável, como muitos alegam, mas é melhor usar uma máscara de tecido do que um balão de oxigênio em um leito de UTI”, alertou.

O presidente da Santa Casa, Heber Xavier, agradeceu o apoio afirmando que as máscaras de tecido serão distribuídas aos funcionários que atuam no apoio do hospital. “Este é um equipamento buscado por todos os hospitais neste momento de pandemia. Seja por dificuldades orçamentárias, seja porque está em falta no mercado”, disse.

A população estava ciente da gravidade da pandemia do novo coronavírus

A população está consciente da pandemia

Nos bairros, a população estava ciente da gravidade da pandemia do novo coronavírus, mas, grande parte, ainda circulava nas ruas sem máscaras. “Eu sei que precisamos usar, mas ainda não tinha conseguido comprar. É uma ajuda importante para nós”, disse a dona de casa Naira Natália da Silva, 30 anos, que também levou uma máscara para a mãe e a irmã.

O aposentado Nelito Miguel, 67 anos, apesar de ser do grupo de risco, também ainda não tinha uma máscara. Levou algumas unidades para ele e a esposa, também idosa. “Quando vou ao centro pagar minhas continhas vejo todo mundo de máscara e comecei a entender que a coisa está perigosa de verdade. Agora tenho uma máscara para sair mais protegido também”, afirmou.

A cozinheira Ana Maria Vieira, 47 anos, também levou máscaras para toda a família. “Todos têm que se cuidar. Por isso estou levando para todo mundo”, comemorou. Conforme o Ministério da Saúde, usar máscaras de tecido funcionam como barreiras na propagação da covid-19. No entanto, a recomendação do órgão oficial de saúde é para que as pessoas evitem ao máximo sair de casa, pois, mesmo com a máscara, ainda está exposta a contaminação pelo vírus.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

Projetos catarinenses são destaques em desafio de inovação contra o coronavírus
Com estratégia inovadora, indústria aumenta  produção de respiradores hospitalares
Indústria têxtil doa camisetas brancas para profissionais de saúde

Comentários