SENAI de Mato Grosso entrega 10 mil máscaras e doa mil protetores faciais

Os equipamentos de proteção foram recebidos pela Secretaria Estadual de Saúde
As máscaras de uso diário são destinadas aos profissionais da SES em todo o Estado

Mais 10 mil máscaras de tecido foram entregues pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) à Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso. As máscaras de uso diário (laváveis e reutilizáveis) são destinadas aos profissionais da SES em todo o Estado. A entrega ocorreu na fábrica de máscaras implantada no SENAI de Cuiabá.

A instituição também entregou mais de mil protetores faciais de acetato (faceshield) à SES, fabricados nas unidades da capital e de Várzea Grande, para reforçar os equipamentos de proteção individual (EPIs) dos profissionais de saúde que atuam no combate à covid-19.

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, conta que o Estado buscou a parceria com o SENAI assim que percebeu a dimensão da crise provocada pelo novo coronavírus e a dificuldade para aquisição dos EPIs. Pela parceria, ainda serão entregues mais 4 mil máscaras de tecido para a secretaria até a próxima semana. Isso tudo além das máscaras de TNT, cuja produção nas primeiras semanas já passou de meio milhão de unidades, em outra parceria com a SES.

“Neste momento, a instituição une a questão da educação com a fabril, auxiliando o país em um momento tão importante com falta de EPIs. Essa iniciativa inovadora para a fabricação de máscaras, toucas e protetores faciais nos ajuda com a grande dificuldade de aquisições desses insumos no país”, disse Figueiredo.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso (FIEMT), Gustavo de Oliveira, destacou o grande desafio feito pelo governo ao propor a produção de 1 milhão de máscaras de TNT por mês.

O SENAI disponibilizou estrutura e mão de obra para a confecção das máscaras

“Nós montamos toda a estrutura, contratamos profissionais de corte e costura e, já neste primeiro mês, com todos os feriados e dificuldades de implantação, ultrapassamos a marca de meio milhão de máscaras produzidas. Isso quer dizer que, já agora em maio, em plena produção devemos atingir o pico e confeccionar 1 milhão de máscaras. Transformamos esse espaço, que antes era um grande centro de eventos, em um parque industrial para produzir todos esses equipamentos essenciais e apoiar a saúde do nosso estado”.

Doação de protetores

Inicialmente, os arcos seriam produzidos em impressora 3D e as folhas de acetato, cortadas a laser. A confecção de cada protetor levava cerca de uma hora. Para acelerar o processo de fabricação e otimizar a produção, o SENAI inovou e passou a produzir o equipamento sem a necessidade das peças impressas em 3D. 

A instituição anunciou a confecção de 120 mil toucas de TNT

A instituição também anunciou a confecção de 120 mil toucas de TNT para a SES. “Essa parceria é uma oportunidade para estarmos juntos com o único propósito de salvar vidas. Estamos juntos neste objetivo e, ao fazer isso, temos a oportunidade de exercitar o nosso lado humano e compreender o limite e a possibilidade de cada um”, reforçou a diretora regional do SENAI, Lélia Brun.

Manutenção de respiradores mecânicos

O secretário Gilberto Figueiredo ressaltou também a parceria que proporciona a manutenção de respiradores mecânicos para hospitais de todo o estado. “O SENAI também está prestando relevantes serviços na manutenção dos ventiladores mecânicos para atendimento nas nossas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs)”, finalizou.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

SENAI oferece cursos online para trabalhadores com contratos suspensos
SESI disponibiliza SOS psicossocial online e gratuito aos industriários durante a Covid-19
SENAI e USP trabalham em parceria para fabricar peças para respiradores

Comentários