SENAI CIMATEC disponibiliza laboratórios de ponta para testes do coronavírus

O teste, já feito na rede pública de saúde, estará disponível no SENAI em algumas semanas. A instituição também estuda a possibilidade de um novo exame com resultado em até 30 minutos

O SENAI Cimatec e o Serviço Social da Indústria (SESI) Bahia também entraram na batalha contra o novo coronavírus. Para auxiliar a Secretaria de Saúde (Sesab) do estado, o instituto de pesquisa científica vai disponibilizar os laboratórios de alta tecnologia para a realização de testes detectores da COVID-19, doença causada pelo novo vírus. Os recursos para a compra do equipamento que será utilizado para os testes serão disponibilizados pelo SESI Bahia, que também ficará responsável pela coleta do material nas indústrias.

O pesquisador chefe do Instituto SENAI de Inovação em Sistemas Avançados de Saúde, Roberto Badaró, afirma que a previsão é conseguir realizar os exames PCR - considerado um dos mais assertivos no diagnóstico - em duas semanas. “Vimos que passou a ser uma necessidade para o estado e temos os equipamentos necessários para realizar o teste também”, pontua Badaró.

Aprovado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o exame consiste na coleta e avaliação de uma amostra de sangue e o resultado sai em 4 horas.

A busca por rapidez

Além de ampliar a rede de testes, os pesquisadores do SENAI Cimatec têm buscado formas mais rápidas e eficazes para detectar o novo coronavírus (SARS-CoV-2).

“Temos recebido algumas soluções que detectam a doença em até 30 minutos, mas ainda estão em fase de validação” conta o Badaró.

Ele explica que o melhor método avaliaria a presença do vírus nas secreções da pessoa com sintomas da doença. Com a ajuda de um microscópio, o resultado seria entregue em até 30 minutos e qualquer posto de saúde e/ou hospital poderia realizar o exame. “Seria revolucionário no controle dessa pandemia”, afirma Badaró. O Instituto SENAI de Inovação em Sistemas Avançados em Saúde reúne pesquisadores e empresas na pesquisa de vacinas, medicamentos, terapias celulares, estudos clínicos e tecnologias diagnósticas. 

No âmbito do SESI, também está sendo articulada com a Prefeitura de Salvador a utilização das escolas da entidade, cujas aulas estão suspensas desde o último dia 18, para a vacinação de idosos contra influenza e sarampo. Com isso, o objetivo é mitigar os riscos de filas se transformarem em possíveis focos de propagação do vírus.

SENAI seleciona projetos para combater COVID-19

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) colocou sua rede de 27 Institutos de Inovação e 60 Institutos de Tecnologia a serviço do combate ao novo coronavírus. O Edital de Inovação para a Indústria já está recebendo propostas de soluções contra os problemas causados pelo vírus que tenham aplicação imediata e com resultados em até 40 dias.

Serão investidos R$ 10 milhões em projetos que ajudem a prevenir, diagnosticar e tratar a Covid-19 e seus efeitos, como a fabricação de mais respiradores mecânicos e o desenvolvimento de testes rápidos de detecção. As inscrições podem ser feitas no site.

A instituição também criou um canal de contato com empreendedores que precisem de apoio tecnológico. As proposições podem ser realizadas por Whatsapp no número (61) 99628-7337 ou pelo email: [email protected]

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

Entenda o que é o coronavírus e como se proteger
CNI adota medidas de prevenção à Covid-19
SENAI põe estrutura de inovação de tecnologia a serviço do combate ao coronavírus

Comentários