SENAI/AP produz máscaras de proteção para profissionais de saúde

Técnicos do SENAI usam impressoras 3D para fabricar o equipamento que será usado no combate ao coronavírus
Duas impressoras 3D estão sendo usadas na produção das máscaras

Uma parceria do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) do Amapá com o Governo Estadual, por meio da Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (Setec), está garantindo a produção de máscaras de proteção em impressoras 3D. Conhecidos como face shield, os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) serão doados aos profissionais de saúde que estão na linha de frente de atuação no combate ao novo coronavírus (COVID-19). A estimativa é fabricar 100 protetores faciais.

Diante da pandemia, o uso do EPI é fundamental para diminuir a propagação do vírus, especialmente entre os trabalhadores que atendem os pacientes infectados. Com ele, o usuário pode se proteger de doenças transmitidas por substâncias corporais, como respingo de sangue, secreção corporal ou saliva, tendo em vista que a máscara-escudo cobre toda a frente e a lateral do rosto.

A utilização da face shield se popularizou por conta da escassez da máscara N95, que, diante da grande demanda no mundo todo e por não ser reutilizável, tornou-se item difícil de ser encontrado no mercado. Por não ser descartável, pode ser usada mais vezes, desde que higienizadas e esterilizadas.

Seguindo um padrão internacional, para fabricar a máscara, os técnicos do SENAI utilizam o polímero poliácido láctico (PLA) para impressão da estrutura que é fixada na cabeça e uma placa de policloreto de vinila, conhecido como PVC, do tipo acrílica, transparente. Depois da impressão e do corte da placa de PVC, os profissionais fazem a montagem. Duas impressoras estão sendo utilizadas no trabalho.

“Fazer parte desse grupo de instituições é mais uma medida que o SENAI/AP coloca em prática para dar apoio ao enfrentamento do novo coronavírus, uma vez que a instituição possui infraestrutura tecnológica capaz de auxiliar na produção dos itens. Neste momento, é essencial dispor de nossos recursos de tecnologia e pesquisa para contribuir no combate à pandemia”, explicou a diretora de Operações do SENAI Amapá, Alyne Vieira.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

Com coronavírus, 53% das empresas têm queda intensa na demanda, diz pesquisa da CNI
Federação das Indústrias da Paraíba doa equipamentos para o combate ao coronavírus
Covid-19: FIEP empresta impressora 3D para confecção de máscaras

Comentários