Maior atenção à saúde é um dos legados da pandemia, destaca diretor-superintendente do SESI

SESI, em parceria com a Agência Nacional de Saúde Suplementar, realizou o Diálogos de Saúde Suplementar nesta quarta-feira (21)
“As empresas querem melhorar e aumentar o cuidado com a saúde das pessoas e famílias” - Rafael Lucchesi, diretor-superintendente do SESI

Um dos grandes legados da pandemia foi a maior atenção à saúde, destacou o diretor-superintendente do Serviço Social da Indústria (SESI), Rafael Lucchesi, durante o Diálogos de Saúde Suplementar, realizado nesta quarta-feira (21). No bate-papo virtual, fruto de parceria do SESI com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Lucchesi apontou que a pauta de saúde empresarial ultrapassou aspectos de saúde ocupacional e questões de saúde mental, por exemplo, ganharam relevância.

“As empresas querem ir além de só melhorar o ambiente de negócios, mas melhorar e aumentar o cuidado com a saúde das pessoas e famílias”, disse Lucchesi.

Essa tendência está relatada em pesquisa qualitativa recente realizada pelo SESI com 15 empresas e que foi apresentada no evento virtual. Entre os principais aspectos do levantamento, é que de forma geral as operadoras não foram procuradas para renegociar contratos e houve aumento da preocupação com a sustentabilidade do sistema de saúde suplementar.

Para o diretor-presidente substituto da ANS, Rogério Scarabel, é fundamental aproximar contratantes de operadoras de planos de saúde e a parceria com o SESI busca fazer essa integração.

“Buscamos promover o intercâmbio de informações de saúde do trabalhador a planos de saúde, em especial os impactos da Covid-19 nos planos coletivos empresariais, para que se possa compreender a situação e promover o diálogo efetivo”, afirmou Scarabel.

"Buscamos promover o intercâmbio de informações de saúde do trabalhador a planos de saúde" - Rogério Scarabel, diretor-presidente substituto da ANS

Pandemia aproximou empresas de parceiros de saúde, trabalhadores e famílias

A pandemia fez com que empresas se aproximassem ainda mais de operadoras e prestadores de serviços de saúde, além de funcionários e famílias. Na John Deere, fabricante de máquinas e implementos agrícolas, o uso da tecnologia foi fundamental para a manutenção de programas de promoção da saúde.

“Tivemos forte vontade de fazer chegar nossos programas à casa dos colaboradores e, entre as iniciativas, estão lives com temas de saúde e até ginástica laboral”, contou Ana Ferian, líder de Benefícios da John Deere América do Sul.

Na Volkswagen, transparência foi a palavra-chave na relação com os trabalhadores na pandemia. “Buscamos tirar todas as dúvidas e passar informações constantes”, relatou Rodrigo Filus, supervisor Benefícios de Saúde e Ergonomia Corporativa.

A vice-presidente de Saúde e Odonto da SulAmérica, Raquel Giglio, destacou os saltos de atendimentos de telemedicina. Antes da pandemia, a operadora de saúde realizava cerca de 500 consultas virtuais e, na pandemia, passou para 1,2 mil por dia. “Outro salto que conseguimos dar foi em relação ao empoderamento das pessoas sobre os cuidados com a saúde”, acrescentou.

Conforme o superintendente executivo da Unimed, Rodrigo Guerra, a operadora conseguiu se aproximar ainda mais das empresas que atende por meio de uma perspectiva de ofertar além da gestão de custos, mas de informações sobre atendimentos a colaboradores.

“Foi uma transformação significativa, por uma maior atenção integral à saúde, com foco em prevenção e saúde mental. Tudo isso nos leva a ser mais gestores de saúde e não de doença.”

Tecnologias contribuíram para aproximar empresas de parceiros de saúde, trabalhadores e família

Grupo de Trabalho em Saúde Suplementar

O SESI e a Confederação Nacional da Indústria (CNI) coordenam o Grupo de Trabalho da Indústrias sobre Saúde Suplementar (GTSS), que reúne empresas para debater a qualidade da assistência em saúde no Brasil, principalmente sobre os planos de saúde empresariais coletivos.

Entre as iniciativas do grupo, estão debates realizados em parceria com a ANS desde o ano passado. Em agosto deste ano, o SESI firmou parceria com a ANS com o objetivo de estimular ações de promoção da saúde e prevenção de riscos e doenças no ambiente de trabalho para contribuir com a sustentabilidade dos planos de saúde e melhoria dos serviços do sistema de saúde suplementar.

Relacionadas

Leia mais

Parceria do SESI com a ANS busca alternativas para sustentabilidade da saúde suplementar
Indústria apresenta propostas para assegurar sustentabilidade do sistema de saúde suplementar
VÍDEO: 5 ações para ter sucesso no combate ao coronavírus nas empresas

Comentários