Indústrias de Rondônia realizam ações solidárias durante a pandemia

A solidariedade está se tornando uma das principais armas contra o coronavírus. A FIERO, por exemplo, arrecadou 8 toneladas de alimentos
Entidades realizam ações solidárias

A solidariedade está se tornando uma das principais armas contra o atual momento que o país vive. A Federação das Indústrias de Rondônia (FIERO) arrecadou 8 toneladas de alimentos não perecíveis com o objetivo de minimizar a situação de pessoas em estado de vulnerabilidade social, de forma a contribuir com a Campanha “SOS Rondônia, juntos somos mais fortes”.

Idealizada pelos membros da Associação do Ministério Público de Rondônia (Ampro), Associação dos Magistrados de Rondônia (Ameron) e a Associação dos Membros da Defensoria Pública de Rondônia (Amdepro) e Tribunal de Contas (TCE), com o apoio de diferentes grupos da sociedade e servidores públicos sensibilizados pela escassez de recursos da população mais carente, a ação SOS Rondônia é uma campanha para doação de cestas básicas, produtos de higiene pessoal e proteção contra disseminação do coronavírus, com o objetivo de estabelecer ações céleres e efetivas de ajuda humanitária para aqueles que necessitam.

O SOS Rondônia, até o momento arrecadou o montante aproximado de R$100 mil, mais de quatro mil cestas básicas, além de mais 14 toneladas de alimentos não perecíveis e dez mil máscaras a serem doadas por fornecedores parceiros da ação.

O presidente da FIERO, Marcelo Thomé defende o engajamento da classe empresarial em ações com o mesmo objetivo. “O combate ao coronavírus tem estimulado a solidariedade e união, não apenas em Rondônia e no mundo. As ações efetivas podem garantir a sobrevivência de muitas famílias que neste momento não têm de onde tirar o sustento. A doação feita pela FIERO e entidades parceiras vai ajudar essas pessoas”, disse.

Segundo Fábia Assumpção, do Departamento de Comunicação Integrada do Ministério Público de Rondônia (MP-RO), o MP tem buscado algumas parcerias e dado apoio a projetos como aqueles das Costureiras que fizeram máscaras para doar as unidades de saúde e recentemente.

“A FIERO doou 5 mil máscaras para a Polícia Civil, Policia Militar e Corpo de Bombeiros”, lembra Fábia. 

No interior, em parceria com a Defensoria Pública, o MP está trabalhando no Projeto Cidade Solidária Digital, para buscar parcerias e desenvolver aplicativos que ajudem os pequenos comerciantes em Espigão do Oeste. “São ações pontuais, porque o MP no momento está desenvolvendo ações na área judicial para garantir o isolamento social e as medidas de atenção à saúde da população”, garante.

A Fecomércio de Rondônia, através do Serviço Social do Comércio (SESC), também realiza ação integrada ao Programa Mesa Brasil. No Estado, a campanha acontece em Porto Velho e em Ji-Paraná e consiste na doação de alimentos, itens de higiene pessoal e materiais de limpeza em geral, que serão entregues às instituições e comunidades atendidas pelo Mesa Brasil. Foram recebidos 955 quilos de iogurtes variados e aproximadamente 1.055 quilos de alimentos não perecíveis em cestas básicas, que foram direcionadas para 13 lares de longa permanência.

Ações de prevenção em Rondônia

O Porto Público de Porto Velho também está engajado e realizou ação de solidariedade, conscientização e prevenção, com a entrega de kits para motoristas, trabalhadores portuários avulsos e operadores portuários a fim de evitar a disseminação do vírus.

Diretores e funcionários percorreram os pátios do poligonal portuário entregando máscaras e panfletos com instruções acerca dos principais sintomas e modos de transmissão da doença. Os guardas portuários também viraram agentes de conscientização e passaram a abordar os motoristas nas guaritas. A assessora de imprensa do Porto, Rafaela Schuindt ressalta que “a receptividade tem sido boa e contamos com a adesão dos motoristas. A maioria das pessoas têm consciência dos riscos e está disposta a colaborar na contenção do vírus”, afirma a jornalista.

Para o diretor presidente da Sociedade de Portos e Hidrovias do Estado de Rondônia (SOPH), Fernando Cesar Ramos Parente, a atividade de sensibilização e conscientização dos motoristas no combate à disseminação do vírus é também para preservar vidas. Parente parabenizou as ações empreendidas pela Federação das Indústrias, do Ministério Público, e de empresas como a Dydyo e Kaiary, que distribuíram alimentação, água e refrigerante aos caminhoneiros que diante da atual situação estão encontrando dificuldade para se alimentar enquanto dirigem já que os estabelecimentos estão fechados.

A Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas) tem reforçado ações com o apoio de entidades sociais e empresas parceiras, com vistas a prevenir ou reduzir os impactos a doença nas famílias em situação de vulnerabilidade social. Por exemplo, a Seas recebeu do grupo MDM, representante de duas empresas de bebidas, pelo menos 1.000 frascos de álcool 70%, que serão distribuídos para os Centros de Referência em Assistência Social (Cras), considerados a porta de entrada da assistência social.

A secretaria ainda repassou 6.700 máscaras de tecido, que fazem parte da doação realizada por um empresário, para o Fórum do Amor, que por meio da Associação Beneficente Clube de Mães, Crianças e Idosos do Bairro Esperança da Comunidade e a Associação Wesleyana de Ação Social, responsável pela distribuição em várias localidades rondonienses, muitas delas de difícil acesso, bem como para entidades que realizam atendimento a idosos, crianças, adolescentes, entre outros.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

SENAI e Governo do Paraná vão apoiar 10 empresas que têm soluções para covid-19
FIRJAN mobiliza empresas do setor têxtil para produzir 2,5 milhões de máscaras
FIEP já entregou mais de 21 mil máscaras em todo Paraná

Comentários