Indústria entrega 30 mil máscaras ao governo de Mato Grosso

Associadas ao Sindicato das Indústrias de Confecção de Mato Grosso são responsáveis pela produção
Indústrias de confecção entregam 30 mil máscaras ao governo do Mato Grosso

As indústrias de confecção começaram a entregar uma encomenda de 30 mil máscaras de tecido de algodão feita pelo governo mato-grossense.

As máscaras de proteção contra a transmissão do coronavírus são destinadas à população e aos servidores públicos que têm contato direto com o público, como a Polícia Militar e bombeiros.

Sete empresas associadas ao Sindicato das Indústrias de Confecção de Mato Grosso (Sinvest/MT) são responsáveis pela produção. De acordo com o presidente da entidade, Claudio Vilela, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) procurou o sindicato para solicitar as máscaras.

“Essa parceria entre o Sinvest e o governo do estado gera benefícios mútuos ao propiciar aos servidores a oportunidade de um trabalho seguro e para as empresas trabalho e renda em um momento crítico da economia”, explicou o presidente.

As máscaras de algodão terão camada dupla, evitando a penetração de microgotículas de saliva tanto de pessoas infectadas quanto para as não infectadas. Essa barreira dificulta a transmissão do vírus causadora da doença covid-19.

Além da proteção, as máscaras são confortáveis, laváveis, mais baratas que as utilizadas pelos profissionais da saúde, não se deslocam facilmente no rosto e podem ser usadas dos dois lados. É o que explica a empresária Jordany Macedo.

“Levamos quatro dias para produzir duas mil máscaras. O pedido do governo veio em boa hora. Pois estamos num momento de crise econômica. A minha indústria fabrica uniformes, muitos clientes cancelaram as encomendas e infelizmente tive de dispensar alguns funcionários. Com as máscaras, espero que o comércio volte à normalidade”, disse Jordany.

Vale destacar que as peças não se destinam aos servidores da saúde, que utilizarão um produto com uma proteção mais rigorosa.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou no começo deste mês, o uso de máscaras faciais de uso não profissional por todas as pessoas para evitar a transmissão do vírus SARS-CoV-2. Na publicação, a agência orienta sobre o material utilizado na fabricação do produto.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

SENAI Amapá doa mais de 600 protetores faciais para profissionais de saúde
SENAI Tocantins vai encaminhar respiradores hospitalares para conserto
Indústrias fazem doações para combate ao coronavírus no Amazonas

Comentários