Indústria de higiene e beleza trava preços e aumenta produção de itens essenciais

Mesmo durante a crise, a empresa prevê crescimento no mercado e participa de manifesto nacional pela garantia de empregos
A empresa fez doações e disponibilizou os carros para Defesa Civil

A Cottonbaby, fabricante de itens de higiene e beleza, tem atuado em diversas frentes durante a pandemia do novo coronavírus. Uma das principais ações foi congelar os preções dos produtos desde o início da crise, mesmo sabendo que haveria aumentos de custos por conta da alta do dólar e da inflação causada pela alta demanda. A empresa também aumentou os prazos de pagamento dos clientes, está oferecendo possibilidade de estoque consignado, garantia de trocas de novos produtos e devoluções de estoque.

“Temos consciência que o brasileiro está passando por incertezas e queremos ajudar o Brasil a atravessar isso da melhor forma possível. A questão agora não é ganhar dinheiro”, diz o CEO da empresa, Leandro Silveira.

Para atender à demanda por produtos de higiene pessoal, a instituição também reorganizou a produção, aumentando o volume de entregas de itens essenciais como sabonetes e lenços umedecidos desinfetantes para uso profissional, além de lançar o álcool gel 70° INPM. 

O álcool em gel, que será vendido em supermercados e farmácias a partir do segundo semestre, virá em embalagens de 200 ml

Desde março, a Cottonbaby está disponibilizando a frota de caminhões para auxiliar a Defesa Civil de Florianópolis e a Defesa Civil Estadual no transporte de cargas.

Fundada há 27 anos, a Cottonbaby enfrenta a pandemia com uma série de precauções. A proteção das equipes inclui o reforço na limpeza nas áreas comuns; a colocação de tapetes com desinfetante na porta da entrada das áreas de produção e administrativa; e a desinfecção diária das áreas de circulação da empresa e dos ônibus fretados para transporte da equipe.

A empresa também disponibilizou máscaras para todos os funcionários e mede a temperatura no início de cada turno de trabalho, além da orientação para que os colaboradores mantenham distância uns dos outros, entre outras medidas. 

Empresa participa de manifesto pela garantia de empregos

Na contramão da realidade de muitas empresas neste momento, as demissões por conta da crise não estão previstas, tanto que a Cottonbaby assinou o manifesto nacional #NãoDemita, que prevê a manutenção dos cargos até o fim de maio.

A empresa também prevê crescimento neste ano. Para ter uma ideia, o faturamento na venda de itens de higiene para o canal supermercadista saltou 40% no primeiro trimestre em relação a 2019. 

Em 2020 a empresa também entrou no mercado de farmácias. Antes, elas eram atendidas apenas por distribuidores, mas devido a alta demanda a empresa ampliou a distribuição nesse canal. A expectativa, agora, é fazer mais contratações para atender o aumento de produção que vem por aí.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

SENAI de Mato Grosso doa protetores faciais para hospitais do Estado
SENAI do Rio de Janeiro e FURNAS investem em inovações para combater o Covid-19
Hora de ajudar as empresas é agora, diz presidente da CNI, em entrevista à TV Brasil

Comentários