Aplicativo da FIEG organiza retorno das atividades econômicas

A plataforma permite que as empresas da cidade de Aparecida de Goiânia possam ter autorização de funcionamento por meio de um termo de compromisso, que deve ser impresso e assinado
O termo de concessão da plataforma foi assinado nessa segunda (27)

Retomar a economia com responsabilidade: esse é o objetivo do projeto Retomada Responsável dos Negócios, criado pela Federação das Indústroas do Estado de Goiás (FIEG).

Nessa segunda-feira (27), o presidente da federação, Sandro Mabel, recebeu o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, para disponibilizar uma plataforma que vai ajudar o município a monitorar o Covid-19 e auxiliar no retorno das atividades econômicas. 

A reunião, realizada na Casa da Indústria, foi acompanhada pelo secretário municipal de Fazenda, André Luis Ferreira da Rosa, e pelos superintendentes do Sistema Indústria Paulo Vargas (SESI e SENAI) e Humberto Oliveira (IEL).

Segundo o prefeito, o município perdeu cerca de R$ 188 milhões em receita durante o período da quarentena. O gestor reconhece que a pausa nas atividades produtivas foi importante para conter o contágio acelerado em um primeiro momento, mas que é preciso retomar o comércio e a indústria de forma responsável.

"É importante dizer que é uma responsabilidade compartilhada por todos. Tanto empresários quanto as pessoas que vão sair às ruas que usem máscaras, os trabalhadores usem EPIs e as empresas sigam todas exigências sanitárias pré-estabelecidas, inclusive para avançarmos na abertura para outras categorias", afirmou Mendanha.

A partir desta terça-feira (28), os empresários vão poder acessar a plataforma para verificar os estabelecimentos que estão liberados para retorno das atividades. O acesso poderá ser realizado via site da prefeitura de Aparecida de Goiânia ou diretamente pela página do Projeto Retomada Responsável dos Negócios, da FIEG.

Para Sandro Mabel, Aparecida de Goiânia sai na frente ao pensar de forma estratégica a retomada das atividades produtivas. "Logo que apresentamos a plataforma, já foram envolvidos todos os secretários e foram feitas as adequações, inclusive aprimorando a ferramenta para as necessidades do município", observou.

"O prefeito Gustavo e o secretariado têm agido rapidamente", opina Sandro Mabel

O que é a plataforma

Parte do Projeto para Retomada Responsável dos Negócios, o aplicativo permite que as empresas possam ter autorização de funcionamento de sua atividade econômica por meio de um termo de compromisso, que deve ser impresso e assinado. Nesse documento, a empresa tem de atender a uma série de requisitos sob pena de sofrer sanções determinadas por lei, caso os mesmos não sejam cumpridos.

O empresário deve acessar o sistema, fornecendo um e-mail previamente cadastrado e o CNPJ de sua empresa. O programa filtra a atividade econômica, a região e a operação de acordo com a permissão determinada pelo município.

Após a validação de todos os dados, se a empresa se enquadrar nos parâmetros, será disponibilizado para impressão o termo de compromisso personalizado e que deve ser assinado pelo responsável e afixado em local visível.

Além disso, o sistema permite o monitoramento do avanço dos casos de covid-19 (doença causada pelo novo coronavírus) no município, sendo possível abrir e fechar estabelecimentos comerciais considerando bairros com avanço do vírus.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

Sistema de inteligência artificial poderá medir febre das pessoas a distância
Mutirão de indústrias do vestuário confecciona máscaras e aventais para doação
A indústria essencial hoje, amanhã e depois

Comentários