A importância da cal no combate ao novo coronavírus

Atividades de produção de cal e calcário devem ser reconhecidas como um setor essencial para a economia e sociedade
Importantes segmentos industriais, tais como siderurgia, mineração e metalurgia, têm sua produção dependente do uso da cal

A indústria da cal apoia as decisões e recomendações das autoridades para contenção das contaminações pela Covid-19. O Sindicato da Indústria de Cal e Gesso de Minas Gerais (Sindicalge) monitora as medidas preventivas que vários países têm imposto às indústrias desde o começo da crise, bem como sugestões em diferentes estados brasileiros.

A cal e o calcário são produtos essenciais para o adequado funcionamento das usinas de tratamento de água potável e de esgoto, bem como para a sanitização de resíduos. Os materiais também são críticos para a produção de gêneros alimentícios, desde a etapa de plantação (como fertilizante e corretivo de solo) até o processamento dos produtos agrícolas. 

São produtos de uso vital na sanitização e alimentação de frangos, suínos e bovinos, além da utilização no tratamento de efluentes gasosos.

Cal e calcário também são usados na manufatura de látex e plásticos e Equipamentos de Proteção Individual (EPI's), especialmente para a produção de bolsas de sangue e equipamentos médicos.

Cal é essencial na produção de lenços descartáveis, máscaras protetivas e toalhas essenciais para desinfecção

De acordo com o presidente do Sindicalge, Rodrigo Simões, vale ressaltar que cal não é um material que é estocado por longos períodos. “Uma interrupção no fornecimento pode trazer consequências imediatas para todos estes segmentos, especialmente para o tratamento de água nas empresas de saneamento e fornecimento de água potável”, afirma.

O uso da cal em aplicações ambientais

A higienização por cal e seus derivados é uma técnica efetiva para eliminação de vírus, bactérias e outros patógenos em efluentes líquidos em estações de tratamento públicas, privadas e plantas industriais, na sanitização necessária em criatórios de aves, suínos e bovinos. 

Cal é essencial na produção de celulose e papel, indispensáveis para a produção de lenços descartáveis, papel higiênico, máscaras protetivas e toalhas essenciais para desinfecção. Os materiais são também essenciais para produção de vidros utilizados na medicina.

Também é usada para destruir material orgânico e tratar odor. Na produção de água potável, cal ajusta o pH e remineraliza a água. Um metro cúbico (m3) de água potável requer entre 100 e 200g de cal. O produto neutraliza emissões ácidas de processos de combustão através da captura de enxofre (SO2), inclusive na incineração de lixo.

Importantes segmentos industriais, tais como siderurgia, mineração e metalurgia, têm sua produção dependente do uso da cal. “Sem cal não há produção de aço, cobre, alumínio e ouro, importantes também para a balança comercial brasileira”, ressalta Simões.

Para o Sindicalge, as atividades de produção, fornecimento e transporte desses recursos devem ser reconhecidas como um setor de vital importância para a economia e para a sociedade.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

FIEAM doa máquinas de costura para produção de máscaras
Novidades no combate ao coronavírus na Bahia
SENAI do Rio Grande do Norte doa 1,5 mil máscaras para hospitais públicos

Comentários