Curso gratuito ensina conceitos da Propriedade Intelectual com foco na legislação brasileira

Promovido pelo INPI em parceria com a OMPI, o curso é realizado a distância. Inscrições podem ser feitas até o dia 17 de julho
Alunos do curso receberão certificado emitido pelo INPI e pela OMPI

Cursos on-line sobre temas especializados são aliados na busca por conhecimento e uma oportunidade de crescimento pessoal e profissional. Interessados em aprender acerca do universo de marcas, patentes, direitos autorais, indicações geográficas, entre outros conceitos da Propriedade Intelectual podem se inscrever no Curso Geral de Propriedade Intelectual à Distância - DL 101P BR. Totalmente gratuito, é oferecido pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) em parceria com a Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI). Qualquer pessoa pode participar.

Esta é a terceira edição do curso. Com tutoria de especialistas brasileiros, as aulas sobre propriedade intelectual têm enfoque na legislação brasileira e também abordam temas como desenhos industriais, proteção de novas variedades vegetais/cultivares, concorrência desleal, informação tecnológica, contratos de tecnologia e tratados internacionais. As aulas acontecem entre os dias 28 de julho e 25 de setembro, com carga de 75 horas/aula. Ao final do curso, será aplicado exame e os alunos receberão certificado. 

A propriedade intelectual permeia diferentes aspectos do cotidiano e protege criações e criadores. No registro de uma nova marca, quando é concedida a patente de um novo medicamento e no momento em que uma indicação geográfica é reconhecida, por exemplo.

“A propriedade intelectual está presente na nossa vida desde o momento em que acordamos, mas nem sempre nos damos conta disso. A escova e a pasta de dentes que usamos logo cedo carregam uma marca, um desenho industrial, uma patente”, exemplifica o diretor regional do escritório da OMPI no Brasil, José Graça Aranha.

A OMPI é uma das 16 agências especializadas da Organização das Nações Unidas (ONU).

Segundo Graça Aranha, diante das transformações sociais e econômicas decorrentes da pandemia do novo coronavírus, é preciso promover cursos sobre o tema. “Em alguns países, a propriedade intelectual é discutida ainda no ensino fundamental. Este curso vai difundir o tema entre industriais, inovadores, professores, advogados e todos aqueles que desejam compreender a relevância do assunto para a qualidade de vida das pessoas”, diz. 

Relacionadas

Leia mais

Inscrições para mentoria gratuita do SENAI em fabricação de EPIs vão até 17 de julho
Confira a programação de lives da indústria durante a pandemia
Para um futuro sustentável, Dia Mundial da Propriedade Intelectual valoriza inovação e patentes verdes

Comentários