Paulista vence, em Maceió, seletiva para competição de profissões na Rússia

A estudante do SENAI de São José do Rio Preto (SP), venceu a seletiva na ocupação de Joalheria
A estudante paulista agora poderá representar o Brasil no mundial de profissões na Rússia

A aluna da Escola SENAI Antônio Devisate, de São José do Rio Preto (SP), Carla Caroline Santana da Cunha venceu a seletiva, na ocupação Joalheria, da maior competição de educação profissional do mundo, a Worldskills 2019, que será disputada em Kazan, na Rússia. A solenidade de premiação aconteceu nesta sexta-feira (24), na unidade do SENAI Poço, em Maceió, onde as provas foram realizadas durante a semana. O segundo lugar ficou com Victor Iglesias, do Rio de Janeiro, e o terceiro com Adryan Everton Corrêa Pereira da Silva, de Minas Gerais.

Durante a seletiva, os jovens de quatro estados – São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro – foram desafiados a executar tarefas do dia a dia do trabalho da profissão que escolheram, dentro de prazos e padrões internacionais de qualidade. E, ao final, a jovem paulista de 19 anos foi só emoção. “Alagoas recebeu a gente de braços abertos, o pessoal muito atencioso e caloroso, o SENAI daqui é maravilhoso! É incrível representar o nosso estado em outro estado e poder levar um grande prêmio”, disse Carla, que agora vai ampliar, ainda mais, a dedicação aos treinamentos.

“Agora é focar, porque talvez tenha a prova de desempate, entre o primeiro e segundo lugar e a gente agora tem que treinar mais pesado para, na segunda prova, ganhar novamente e, depois... Rússia!”, afirmou. Ela está na área de Joalheria há quatros e muito feliz na ocupação que escolheu. “Agora, não é nenhuma hipótese, é para o resto da vida”, disse, ao responder sobre o que quer para o futuro.

Durante a premiação, o diretor regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), Carlos Alberto Pacheco Paes, ressaltou que, além da competição, a formação que o SENAI proporciona aos estudantes é muito importante. “Esses garotos saem daqui diferentes e eles deixam um legado para a gente, numa ocupação que não temos em Alagoas, mas que pretendemos implantar. Estamos entregando o que tem de melhor para a Indústria e isso nos deixa muito satisfeitos. Com isso, estamos cumprindo a nossa missão”, destacou.

As seletivas para a WorldSkills 2019 estão sendo realizadas em 28 cidades brasileiras, envolvendo 342 competidores de todos os estados, que disputam vagas em 45 ocupações. Os melhores poderão representar o Brasil no mundial da Rússia.

Relacionadas

Leia mais

SENAI abre matrículas em cursos pagos e gratuitos
VÍDEO: 30 profissões do futuro para você ficar de olho
Projeto inédito do SESI integra arte e educação no currículo do ensino médio

Comentários