Brasileiro se prepara para competir na modalidade Instalações Elétricas Prediais na Rússia

Com calma e tranquilidade, o gaúcho Carlos Brys está focado nas preparações para o mundial das profissões, mas também pensa no futuro que deseja seguir no ramo de Automação
O jovem pensa em trabalhar com automação no futuro

Às vésperas de viajar para a Rússia com o peso de representar o Brasil em uma competição internacional, Carlos Brys garante que está super tranquilo com relação à disputa na WorldSkills, o mundial de profissões que acontece em agosto, em Kazan. “Vai ser mais uma prova, mas num lugar diferente e tenho que ganhar. Estou bem tranquilo, apenas vou lá fazer meu trabalho”, diz o gaúcho de 21 anos.

Carlos foi aluno do curso de Eletricista de Manutenção no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) de sua cidade natal, Sapucaia do Sul, no Rio Grande do Sul. A opção pela educação profissional teve influência da mãe, encarregada de produção em uma empresa química. Ela fez vários cursos no SENAI. Carlos começou a trabalhar como aprendiz na empresa onde a mãe trabalha. Pouco tempo depois ele concluía a formação de Eletricista.

No caminho para a WorldSkills, Carlos passou por seletivas estaduais e nacionais. Sobre o que pode acontecer depois do mundial, ele segue com a mesma tranquilidade que mantém na preparação. Se for medalhista de ouro, o jovem gaúcho vai continuar investindo na carreira e quer se especializar em Sistemas de Automação. “O torneio mundial também vai me ajudar na vida profissional, porque terei acumulado muito conhecimento e experiência. Acredito que o futuro vai ser todo automatizado, até nas coisas mais simples de casa”, destaca.

Relacionadas

Leia mais

Conectado! Chegou a hora de Eduardo representar o Brasil na WorldSkills
As receitas mineiras de Bruna que podem conquistar o mundo
WORLDSKILLS 2019: A competição me ajudou a acreditar mais, conta Avelino

Comentários