Barco escola do SENAI, Samaúma abre 400 vagas para cursos de qualificação

Para participar dos cursos os interessados devem realizar a inscrição no próprio barco escola, ancorado na Orla do Santa Inês
As aulas serão realizadas a partir do dia 11 de maio, nos horários matutino e vespertino A partir desta terça-feira (5) o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI)

A partir desta terça-feira (5) o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) abre inscrições para 400 vagas em 12 cursos de qualificação profissional realizados pelo Barco escola Samaúma. A ação, promovida em Macapá, é resultado da parceria entre a Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), SENAI/AM, SESI e Governo do Estado. 

Para participar dos cursos - que têm carga horária de 160h - os interessados devem realizar a inscrição no próprio barco escola, ancorado na Orla do Santa Inês. Os candidatos devem ser alfabetizados, ter idade mínima de 16 anos e apresentar cópia dos documentos de identidade, CPF e comprovante de residência. As aulas serão realizadas a partir do dia 11 de maio, nos horários matutino e vespertino. 

Os cursos ofertados são: Eletricista Instalador Residencial, Instalador Hidráulico Residencial, Modista Costureiro do Vestuário, Pedreiro, Mecânico de Motocicleta, Operador de Microcomputador (Informática Básica), Mecânico de Motor a Diesel, Mecânico de Motor de Popa, Refrigeração Condicionador de Ar Janela e Split, Confeiteiro Industrial, Padeiro e Educação Alimentar – Cozinha Brasil. 

O diretor de Operações do SENAI, Adriano Cardoso, ressalta que a permanência do Samaúma no Amapá é de extrema importância para a população. “Desde outubro de 2013, ocasião em que o barco escola aportou em Laranjal do Jari, mais de 3 mil pessoas foram qualificadas para o mercado de trabalho”, diz. 

Relacionadas

Leia mais

CNI e Sebrae realizam maior encontro sobre inovação empresarial do país para estimular investimentos no setor
5 motivos para participar do 6º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria
Trabalhos inscritos no Prêmio CNI de Jornalismo serão avaliados por nove profissionais de diferentes meios e veículos

Comentários