Abrir o próprio negócio é a motivação de competidor da WorldSkills

Ex-aluno do Senac faz parte do time brasileiro que vai para Rússia, disputar na ocupação Serviço de Restaurante
"Sempre sonhei em ser o dono do meu próprio negócio”, afirma Gustavo

O que no início era uma fuga do trabalho com o pai, se tornou a paixão do ex-aluno do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) Gustavo Felipe Almeida Carlos, 20 anos. O jovem vai competir na ocupação Serviço de Restaurante no mundial de profissões, WorldSkills, e começou o curso de garçom em 2018 porque queria algo próprio.

“Era gratuito e eu não queria mais trabalhar com meu pai instalando janelas de vidro, box de banheiro e afins. No decorrer do curso me apaixonei por essa área, fui começando a me dedicar e estudar bastante. Sempre sonhei em ser o dono do meu próprio negócio”, explica.

Gustavo conheceu o curso por meio da tia Ana Neri, 35 anos, que trabalhava na instituição. O jovem sabia que ter uma qualificação profissional no currículo seria um diferencial, mas não imaginava que podia ir tão longe por conta das competições. “Fui para uma competição na China esse ano e as expectativas para Rússia estão grande. Quero chegar lá e dar o meu melhor para conquistar o ouro e colocar o Brasil no Top1”, afirma.

Na ocupação que ele vai disputar as provas simulam situações reais em um restaurante. O competidor terá que executar atividades como barman, que é responsável pelo preparo de coquetéis; como barista, que é o profissional do café; como sommelier, especialista em bebidas e, como garçom clássico, que cuida de todo o serviço com pratos, bebidas e alguns preparos diante do cliente.

As provas da ocupação simulam o dia a dia dos restaurantes

“A competição é uma base muito boa para todos os meus planos e objetivos. Está acrescentando muito na minha carreira e estou muito feliz por estar conseguindo criar uma base firme graças a Worldskills”, afirma o jovem, que pretende fazer faculdade de Administração quando retornar da Rússia.

Filho de uma gestora de hotéis e um vidraceiro, Gustavo treina cerca de 8 horas por dia e quando tem tempo livre gosta de praticar esportes como surfe.

Relacionadas

Leia mais

Italo será o primeiro baiano a representar o Brasil em Mecatrônica na WorldSkills
Brasileiro se prepara para competir na modalidade Instalações Elétricas Prediais na Rússia
Comprometimento garante vaga para jovem representar Brasil no mundial de profissões técnicas na Rússia

Comentários