Amazônia+21 é adiado em virtude do coronavírus

As inscrições permanecem abertas e a decisão de postergar o evento para o segundo semestre é para garantir a tranquilidade de participantes, palestrantes e público
O fórum já está consolidado como o maior evento de desenvolvimento sustentável da Amazônia

O Fórum Permanente de Diálogos para o Desenvolvimento da Amazônia, previsto para acontecer entre os dias 5 a 8 de maio, em Rondônia, Porto Velho, foi adiado seguindo as recomendações das autoridades da área de saúde de todo o país, em virtude do Coronavírus (Covid-19).

O evento deve acontecer no segundo semestre de 2020, ainda em data a ser confirmada, no mesmo local. As inscrições para o fórum, no entanto, continuam abertas no site do Amazônia + 21.

A decisão foi um acordo entre os organizadores do Fórum e a Prefeitura de Porto Velho. “É função do Município, bem como dos organizadores do Fórum, zelarem pelo bem-estar dos cidadãos e contribuírem para a superação deste momento delicado. Ao tomar esta decisão estaremos evitando a aglomeração de pessoas, informando e esclarecendo a sociedade sobre os cuidados necessários quanto aos riscos de contaminação”, comunicou a Prefeitura em Nota Oficial. 

O fórum, consolidado como o maior evento de desenvolvimento sustentável da Amazônia, com mais de 60 palestrantes nacionais e internacionais e uma extensa programação, foi concebido para promover o diálogo entre governos, empreendedores, setor produtivo, cientistas, pesquisadores, investidores e sociedade civil sobre o tema. São esperados no evento mais de 3 mil participantes.

O Ministério da Saúde, no entanto, recomendou que todos os eventos desse porte sejam adiados no Brasil em função da epidemia do novo coronavírus. A orientação foi apresentada com mais um conjunto de medidas a gestores estaduais e municipais de saúde de todo o país, em reunião virtual no último dia 13.

Inscrições continuam abertas

O fórum vai tratar de assuntos que serão divididos em quatro eixos temáticos: Negócios Sustentáveis; Ciência Tecnologia & Inovação; Cultura e Funding.

Além das palestras sobre os temas, haverá painéis, mesas redondas e espaço para diálogos e troca de informações entre os participantes, que poderão agendar e apresentar seus projetos durante a programação, que pode ser conferida na íntegra no site do evento.

As inscrições para o fórum são gratuitas, assim como as inscrições para os trabalhos científicos. As inscrições para estes trabalhos, que encerrariam no dia 25 de março, também foram adiadas e deverão ser realizadas virtualmente.

Serão aceitas inscrições de trabalhos relacionados aos quatro eixos temáticos do fórum: Negócios sustentáveis: desenvolvimento de negócios inovadores e sustentáveis na região amazônica, valorizando as comunidades e produtos locais e respeitando o bioma amazônico; Ciência, tecnologia e inovação (fomento e estímulo à inovação, ciência, tecnologia e pesquisa aplicada para o desenvolvimento local); Funding (mapeamento e ampliação dos fundos para projetos e empreendimentos sustentáveis para o desenvolvimento socioeconômico da região); e Cultura (valorização, preservação, geração de riquezas e fortalecimento da cultura dos Povos da Amazônia e sua relação com o meio ambiente).

O edital completo e as inscrições estão disponíveis no site do Amazônia + 21. O evento é uma realização da Prefeitura de Porto Velho, da Agência de Desenvolvimento de Porto Velho e da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (FIERO).

Relacionadas

Leia mais

Unidades móveis do SESI vão ajudar no combate ao coronavírus no Maranhão
CNI defende urgência na validação de norma do Mercosul sobre desabastecimento de produtos
SENAI abre 100 mil vagas grátis em cursos EaD sobre indústria 4.0 durante a pandemia

Comentários