SENAI CIMATEC e SESI vão aplicar 13.800 testes em trabalhadores da indústria

O SESI vai até as empresas interessadas, na capital e no interior da Bahia, para coletar o material que será analisado pelo SENAI CIMATEC
Testes PCR identificam a presença do vírus no material coletado

Numa ação de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, o SENAI CIMATEC vai realizar testes de PCR em trabalhadores da indústria que apresentem sintomas da doença. Serão feitos 13. 800 exames, a partir desta quarta-feira (15). 

A iniciativa será realizada em parceria com o Serviço Social da Indústria (SESI), que irá até as empresas interessadas, na capital e no interior do estado, e fará a coleta de material oral e nasal no trabalhador sintomático.

Em seguida, o conteúdo será levado para o Instituto SENAI de Inovação em Sistemas Avançados de Saúde, no SENAI CIMATEC, onde foi montado um laboratório de diagnóstico molecular exclusivo para testes da covid-19. As amostras serão processadas (etapas de extração, amplificação e diagnóstico) e os resultados serão emitidos em cerca de quatro horas após recebimento das amostras.

“Montamos aqui um laboratório nível de segurança NB2, ou seja, com condições adequadas para trabalho com amostras infecciosas, para realizar este teste, que é o que vem sendo feito em todos os laboratórios de referência do país, a exemplo do Lacen”, explica a gestora do ISI em Sistemas Avançados em Saúde do CIMATEC, Cleide Guedes.

Como funciona o teste PCR

Este exame é considerado um diagnóstico molecular padrão ouro, aprovado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), para o diagnóstico do novo coronavírus. Do material que foi coletado, uma pequena amostra genética é extraída de forma automatizada e amplificada num termociclador. Então, é possível atestar a presença do RNA do vírus.

“De forma resumida, o teste RT-qPCR, conhecido como PCR em tempo real, é um teste de diagnóstico molecular altamente sensível que consegue identificar a presença do novo coronavírus (SARS-CoV2) nas amostras coletadas dos trabalhadores com suspeita da covid-19”, afirma a pesquisadora do Instituto SENAI de Inovação no CIMATEC, Bruna Machado.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

Museu da Indústria lança desafio durante período de isolamento
Simplast recolhe material para SENAI e hospital de campanha
VÍDEO: A indústria contra o coronavírus - case SENAI e Ministério da Defesa

Comentários