Indústrias se mobilizaram para combater o coronavírus no Pará

As ações vão desde o reforço nos cuidados necessários dentro das empresas até a compra de testes e a doação de equipamento de saúde
Empresas do estado se mobilizaram para doar kits para profissionais da saúde

Em meio à pandemia da covid-19, a indústria paraense está trabalhando em diversas iniciativas para ajudar o governo no combate ao novo coronavírus. A compra de testes rápidos, doações de equipamentos de proteção, cestas básicas e construção de hospitais de campanha são algumas das formas que as empresas encontraram para reforçar as medidas da rede pública de saúde. 

Para o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Pará (FIEPA), José Conrado Santos, isso demonstra o quanto a indústria local está comprometida com a sociedade paraense e com a saúde e segurança dos colaboradores.

“As empresas do setor tradicionalmente já possuem ações voltadas para a saúde do trabalhador, que foram reforçadas devido à pandemia de coronavírus, e agora reforçam o comprometimento com o estado do Pará, por meio de doações e apoio às comunidades neste momento em que todos devem se unir para enfrentar as conseqüências da pandemia”, avalia José Conrado.

A produtora de bauxita Mineração Rio do Norte, por exemplo, realiza uma grande campanha de comunicação para comunidades quilombolas e ribeirinhas, por meio de canais como WhatsApp, mídias sociais e rádio. Os conteúdos dizem respeito à prevenção das pessoas e trazem linguagem adaptada às comunidades e alinhadas às recomendações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS). A ação beneficia mais de 4 mil pessoas de 16 comunidades quilombolas e duas comunidades ribeirinhas.

A empresa fez ainda a aquisição de 1000 testes rápidos para diagnóstico da covid-19, parte deles para serem distribuídos aos hospitais municipais de Oriximiná e Terra Santa. A previsão de chegada dos kits é até o final da primeira quinzena de abril.

Outra iniciativa da mineiradora é a compra de respiradores, equipamentos de proteção individual (EPIs) e de materiais de limpeza para serem distribuídos para os Hospitais Municipais de Oriximiná, Terra Santa e Faro. E ainda tem a distribuição de 1200 cestas básicas, contendo 54 itens, para 16 comunidades.

Em Juruti, é a empresa de alumínio Alcoa que vai doar testes rápidos, materiais de prevenção e equipamentos para o tratamento do Covid-19, para contribuir com a prevenção e combate à pandemia. 

No município, serão doados reanimadores e ventiladores pulmonares, desfibriladores, bombas de infusão, oxímetros, kits laringoscópios entre outros equipamentos especializados. Também serão doados camas hospitalares mecânicas, carros-maca, suportes para soro, ar-condicionados e tenda para triagens, além de EPIs e kits de testes para identificação do coronavírus, além de cestas básicas complementadas com itens de higiene e limpeza para famílias em situação de vulnerabilidade.

Hospitais de campanha

Com plantas industriais em Barcarena e Paragominas, a empresa norueguesa de alumínio Hydro tem realizado iniciativas para combater a proliferação do vírus nas comunidades onde atua.

“Temos estabelecido um diálogo proativo com as autoridades com o objetivo de colaborar em todas as esferas. Assim como a saúde e a segurança dos nossos empregados, familiares e contratados são nossa prioridade, temos também um compromisso de apoiar o esforço coletivo para impedir a disseminação”, afirma o vice-presidente executivo da empresa, John Thuestad. 

A construção de hospitais de campanhas com novos leitos é uma das ações de combate ao covid-19

A entidade assinou um acordo com o governo do estado do Pará que prevê a doação de R$ 5 milhões para apoiar a construção e manutenção dos novos hospitais de campanha. De acordo com o governo, os leitos serão divididos em quatro regiões com alta concentração populacional: a capital Belém e as cidades de Marabá, Santarém e Breves, na ilha do Marajó, totalizando 720 leitos.

Em 22 de março, a Hydro também assumiu o compromisso de abastecer com água mineral o abrigo criado pelo Governo do Pará, no Estádio Mangueirão, voltado às pessoas em vulnerabilidade social. E, na última semana, a Albras, empresa que pertence à Hydro, doou o prédio onde funcionou um dos antigos alojamentos para empregados - com 3.789,00 m² - à Prefeitura de Barcarena para que seja instalado um hospital de campanha no município.

Além disso, nos sete municípios onde a empresa tem atividades, também serão doados 25 mil cestas básicas e 5 mil kits para testes de detecção do coronavírus.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias

Relacionadas

Leia mais

FIEPE lança campanha para ajudar profissionais da saúde
FIERO cria campanha para movimentar economia do estado
Rede voluntária mobilizada pelo SENAI já recebeu 599 respiradores hospitalares para manutenção

Comentários