Indústria cria programa para ajudar catadores de materiais recicláveis

Será concedido um auxílio financeiro para aqueles que tiveram as operações comprometidas por conta da pandemia do novo coronavírus
Programa Dê a Mão para o Futuro, da ABIHPEC, beneficiará 5 mil catadores

Em meio à pandemia do novo coronavírus, a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC) atua para atender às demandas da população com itens de higiene pessoal, mas também demonstra preocupação com os parceiros.

No contexto da gestão de resíduos sólidos e do sistema de logística reversa no país, as cooperativas de catadoras e catadores de materiais recicláveis são o elo desta cadeia produtiva que sofre mais rapidamente os efeitos econômicos desta crise.

Diante desse cenãrio, a ABIHPEC, fundadora e coordenadora do programa Dê a Mão para o Futuro – Reciclagem, Trabalho e Renda (DAMF), em parceria com a Associação Brasileira de Biscoitos, Massas Alimentícias e Bolos Industrializados (ABIMAPI), elaborou um plano de auxílio financeiro para contribuir com cerca de 5 mil catadoras e catadores, distribuídas em 20 estados e o Distrito Federal. O valor de R$ 600 será pago em duas parcelas, em abril e maio, totalizando um aporte de R$ 3 milhões. 

“Em levantamento realizado com as mais de 150 cooperativas parceiras, os números apontam que 98% estão com suas operações totalmente paralisadas por força de decretos ou recomendações sanitárias, ou ainda, com suas operações comprometidas devido à paralisação de coleta e a dificuldade ou impossibilidade de venda dos materiais. E mais, 88% dessas não contam com qualquer espécie de suporte temporário por parte de governos locais e estaduais”, afirma a coordenadora do DAMF e diretora de Meio Ambiente da ABIHPEC, Rose Hernandes.

O planejamento para o repasse dos recursos será dividido em três etapas. A prioridade são as cooperativas com operações fechadas ou sem possibilidade de venda dos materiais; seguido de cooperativas funcionando parcialmente e/ou com venda parcial de materiais; e, por fim, cooperativas parcialmente fechadas com venda normal de materiais.

Os valores previstos do auxílio financeiro do programa serão calculados por cooperativa ou associação de catadoras e catadores participantes do programa e, em seguida, repassados a cada cooperado.

A logística de repasse ainda conta com o apoio de 15 instituições capacitadoras que fazem o acompanhamento técnico rotineiro destas cooperativas, mobilizando mais de 70 técnicos para tal operação.

“O setor de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos segue trabalhando fortemente, por meio de iniciativas que viabilizem auxílio para as cooperativas do DAMF, que são fundamentais para a ABIHPEC e seu programa de logística reversa”, afirma o presidente-executivo da ABIHPEC, João Carlos Basilio.

“Buscaremos colaborar ao máximo com nossos parceiros, além de seguir com ações que beneficiem esse grupo de trabalhadores que realiza um trabalho fundamental para o fomento da reciclagem em nosso país”, finaliza.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

FIEP compra 24 toneladas de TNT para confeccionar máscaras cirúrgicas
Rede SESI usa Minecraft para estimular envolvimento de alunos em época de ensino  a distância
Edital de Inovação para a Indústria vai investir R$ 24,5 milhões  em 25 soluções de combate ao Covid-19

Comentários