SESI traz sugestões de como garantir ambientes mais igualitários em indústrias

O documento “Rotas Diversidade e Longevidade 2035” foi elaborado pelo Centro de Inovação SESI em Longevidade e Produtividade com apoio de especialistas
Publicação criada pelo SESI traz mais de 260 sugestões

Mesmo em pleno século 21, garantir que os ambientes corporativos sejam de fato igualitários, dando as mesmas oportunidades a todas as pessoas, independente da idade, raça, gênero, identidade ou orientação sexual, ainda é um grande desafio. Pensando nisso, o Centro de Inovação SESI em Longevidade e Produtividade lança, em 25 de junho, as “Rotas Diversidade e Longevidade 2035”, que têm como objetivo auxiliar indústrias e a sociedade de forma geral a implementar ações de inclusão.

A gerente executiva de Projetos Estratégicos, Maria Christina de S. Rocha, destaca que o Serviço Social da Indústria (SESI) do Paraná se dedica há anos aos temas da inclusão, pesquisando, assessorando as indústrias e articulando empresas, sociedade civil, academia e governos.

"Valorizar a longevidade e a diversidade, é um imperativo ético e condição para o alcance do desenvolvimento sustentável e da Agenda 2030, propósitos alinhados à nossa missão institucional", afirma Maria Christina.

“As Rotas Diversidade e Longevidade são uma iniciativa de planejamento a longo prazo. O cenário atual é de grandes mudanças, sejam elas sociais, culturais ou tecnológicas”, completa a coordenadora do CIS Longevidade e Produtividade, Noélly Mercer.

“A partir dessa premissa, as Rotas fortalecem a indústria e a sociedade, traçando estratégias que possibilitam ambientes de trabalho saudáveis, seguros e promotores da diversidade e inclusão nas organizações. É claro que esses temas envolvem uma mudança cultural, mas, o conteúdo apoia às indústrias a abordar esses relevantes temas de forma adequada e construtiva”, analisa Noélly.

Elaboração das Rotas

A publicação é resultado de um extenso trabalho, que teve início ainda em 2019, com a realização de dois painéis: um dedicado a discutir a questão da Diversidade e Inclusão, e outro voltado à discussão da Longevidade, ambos com participação de experientes especialistas nos temas.

O estudo ainda é acompanhado por um roadmap, um mapa estratégico que detalha as ações que estão sendo propostas para ambas as áreas. As proposições estão divididas em micro e macro ambientes - ou seja, para as organizações e para a sociedade como um todo -, em curto, médio e longo prazo.

Para a construção do mapa, foram levadas em consideração a situação atual, os fatores críticos e as possíveis visões de futuro para cada uma das duas áreas.

“Este documento tem como propósito orientar, ser um guia, uma inspiração, para as empresas e organizações de outras naturezas, implementarem ações voltadas aos desafios da longevidade e diversidade, acelerando o processo de inclusão”, diz a consultora em diversidade do CIS Longevidade e Produtividade, Renata Fagundes Cunha.

A publicação é resultado de um extenso trabalho, que teve início ainda em 2019

“É importante ressaltar que as indústrias têm grande influência onde atuam, e a responsabilidade social de implementar relações de produção mais sustentáveis, onde a equidade é fundamental. Embora não prevíssemos a pandemia, o conteúdo será muito útil agora, pois, também oferece um panorama de dados sobre a realidade de cada grupo de pessoas, essencial para o momento que exige um olhar diferenciado”, completa Renata.

Especialistas participaram da criação do documento

Na área de Diversidade e Inclusão, foram 25 especialistas envolvidos; 111 planos consultados; e 127 ações consolidadas. São exemplos das proposições: desenvolver protocolo de gestão da comunicação empresarial com orientação para diversidade e inclusão; criar certificação em diversidade e inclusão para lideranças proficientes no tema; implementar formação sobre prática responsável e inclusiva no recrutamento de pessoas.

Já na área de Longevidade, foram 29 especialistas envolvidos; 50 planos consultados; e 142 ações consolidadas. Entre as proposições, alguns destaques são: implementar uso do conceito de ambiente laboral de todas as idades (inclusivo); construir conteúdos informativos sobre sistemas previdenciários e planos de aposentadoria; mapear modelos de negócio e empreendimentos focados no envelhecimento.

O lançamento das “Rotas Diversidade e Longevidade 2035” acontece em 25 de junho, das 9h às 10h30, por meio de reunião on-line. A inscrições são gratuitas e devem ser feitas pela internet

Relacionadas

Leia mais

Confira as mais acessadas da Agência CNI de Notícias
SESI leva festa junina para população do Maranhão em tempos de pandemia
Combate à Covid-19: conheça as ações das federações das indústrias

Comentários