SENAI premia projetos inovadores de todo o Brasil

Mais de mil equipes formadas por estudantes e orientadores participaram do 4º Desafio SENAI de Projetos Integradores. A novidade desta edição foi a categoria Voto Popular
Cerca de 5.500 jovens participaram desta edição do Desafio SENAI de Projetos Integradores

Para evitar a poluição do solo com restos de metais, os alunos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) do Maranhão desenvolveram um projeto onde as sobras da produção de aço são utilizados para a produção de lixas e discos de desbaste. A solução ficou em primeiro lugar na categoria Curso Técnico do 4º Desafio SENAI de Projetos Integradores 2018. Já na categoria Aprendizagem Industrial, os estudantes do SENAI do Paraná ficaram na primeira colocação com o sistema de frenagem de motor à disco, que oferece à indústria mais eficácia e economia.

“Em sala de aula nós apresentamos a demanda para os alunos, que era desenvolver um sistema de frenagem de motor que fosse diferente dos convencionais. Então criamos um freio a disco com uma bomba hidráulica que faz o motor parar bem mais rápido. Mais rápido que outros dispositivos e que a própria inércia”, explica o orientador da equipe paranaense, Celso Wolski.

O desafio reúne alunos de todos os estados para resolver problemas encontrados no dia a dia do trabalhador da indústria. Os projetos vencedores foram anunciados no dia 7 de fevereiro, com a premiação de sete equipes. Os prêmios viram de uma visita técnica em São Paulo a cursos gratuitos. 

Durante a premiação, que foi transmitida ao vivo pelo YouTube, o gerente-executivo de Educação Profissional e Tecnológica do SENAI, Felipe Morgado, agradeceu a participação dos alunos. “A inovação é cada vez mais exigida e o nível dos projetos do SENAI estão melhorando. Assim, mostramos para a indústria brasileira que estamos formando melhores profissionais”, disse Morgado. 

SAÚDE E SEGURANÇA - Os alunos do SENAI do Rio Grande do Sul foram premiados em duas categorias. As soluções gaúchas apresentam projetos inovadores com foco na saúde e segurança do trabalhador como o Mini Lift - um elevador em escala. O equipamento atua na melhoria da mobilidade vertical transportando até 1.500 kg e conta ainda com o monitoramento de células limitadoras de carga, que evitam possíveis acidentes por sobrecarga. 

Para resolver também o problema da insalubridade dos trabalhadores que cuidam da lavagem de roletes, os alunos do curso  de Mecânica de Manutenção Industrial colocaram a mão na massa e criaram o Lavador de Roletes. A máquina oferece segurança, eficácia e higiene para indústria. Conheça mais do projeto no vídeo abaixo:

NOVIDADE - Esta edição do Desafio SENAI de Projetos Integradores contou ainda com uma nova categoria, chamada de Voto Popular. Nela, estudantes de todo Brasil ajudaram a eleger a solução mais interessante por meio de votos em uma plataforma. O grande vencedor foi o projeto Re-Glass de Minas Gerais, que reaproveita vidros utilizando-os na produção de concreto. Veja mais sobre essa solução inovadora a seguir:

Para a estudante do curso de aprendizagem industrial em Alvenaria e Acabamento Sabrina Sthefany a premiação fez com que ela ficasse ainda mais motivada para seguir resolvendo outros desafios da área. "É gratificante para gente já ter um projeto como esse, reconhecido nacionalmente, nos nossos currículos, pois muitos de nós ainda nem concluiu a faculdade e os cursos", contou a jovem, que faz parte da equipe que desenvolveu o projeto Re-Glass.

Relacionadas

Leia mais

Alunos do SENAI vão produzir calçados em tempo real durante feira internacional
Plataforma Mundo SENAI auxilia entrada no mercado de trabalho. Acesse agora!
SENAI do Amazonas inaugura laboratório voltado para área de Segurança Eletrônica

Comentários