Instituto SENAI de Inovação para Tecnologias da Informação e Comunicação inaugura nova sede em Pernambuco

Construído em Santo Amaro, ao lado da Casa da Indústria, espaço irá potencializar o desenvolvimento de soluções inovadoras para o setor produtivo. Inauguração será nesta quinta-feira (15)

A rede SENAI de Inovação tem 27 institutos de pesquisa temáticos espalhados por todo o país e focados em diferentes competências

Para impulsionar com ainda mais força o setor produtivo brasileiro rumo à uma transformação digital industrial mais abrangente, o Instituto SENAI de Inovação para Tecnologias da Informação e Comunicação (ISI-TICs) inaugura nesta quinta-feira (15), a nova sede.

Localizado no bairro de Santo Amaro, área de influência do Porto Digital, o equipamento irá reunir, em um único lugar, todos os pesquisadores da instituição, além de abrigar um laboratório multimodal de 500 m², voltado para o desenvolvimento de novas soluções que agregam tecnologias como inteligência artificial, aprendizagem de máquina, big data, computação nas nuvens e internet das coisas.

Devido à pandemia, o evento será on-line, com transmissão pelo YouTube do SENAI Pernambuco, a partir das 17h.

Em funcionamento desde 2014, o ISI-TICs integra a rede SENAI de Inovação, composta por 27 institutos de pesquisa temáticos espalhados por todo o país e focados em diferentes competências, com o objetivo de apoiar, de forma integral, o desenvolvimento de soluções inovadoras para atender às necessidades da indústria. Em 2020, o ISI-TICs ultrapassou a marca de 130 projetos contratados, que somam investimentos da ordem de R$ 36 milhões. No total, 67 empresas foram beneficiadas.

De acordo com o diretor interino do ISI-TICs, Adriano Gomes, a inauguração da sede do instituto irá facilitar a realização de pesquisa aplicada e o desenvolvimento de soluções inovadoras e será o pontapé inicial para outras modalidades de atendimento industrial.

Além do laboratório multimodal, o novo ambiente contará com espaços para a realização de testbeds (experimentos controlados que comprovam a viabilidade técnica de soluções) e de testes em escala real, debates, matchmakings e workshops com o ecossistema de inovação.

“Toda essa infraestrutura servirá como ferramenta para que possamos potencializar o processo de inovação aberta com indústrias, startups e Institutos de Ciência e Tecnologia (ICTs) parceiros e habilitará, inclusive, a nucleação de empresas e o spin-off de soluções inovadoras”, afirma Gomes.

Vale ressaltar que a sede do ISI-TICs está inserida em um edifício de seis pavimentos, que soma 22 mil m² e que conta, ainda, com ambientes equipados com maquinário industrial de ponta, incluindo laboratórios de automação, eletrônica analógica, eletrônica digital e manufatura avançada, que hoje são utilizados pelos alunos da Escola Técnica SENAI Santo Amaro.

Além disso, o SENAI também atua fortemente na oferta de serviços metrológicos especializados e de consultorias voltadas para o aumento da competitividade industrial.

“Toda a estrutura do SENAI está disponível para que consigamos oferecer soluções de excelência para o setor produtivo brasileiro. Estamos focados em desenvolver uma indústria preparada para o futuro e o ISI-TICs tem um papel central nesse projeto”, explica a diretora regional do SENAI Pernambuco, Camila Barreto.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE), Ricardo Essinger pontua que a inauguração da nova sede do instituto ocorre em um momento significativo para o setor produtivo do Estado, uma vez que a inovação pode ser uma aliada importante para as indústrias conseguirem superar seus desafios.

“O ISI-TICs é um player fundamental nesse processo de transformação digital e, desde a sua fundação, vem ajudando as nossas indústrias a se tornarem mais competitivas, especialmente as de micro, pequeno e médio porte, que representam a maior parte do setor industrial pernambucano”, destaca.

Conheça outros temas:   Tecnologia 5G , Comércio ExteriorEngenharia,   Concessões PúblicasLean ManufactureLicenciamento ambientalSaúde e Segurança no TrabalhoSaúde Suplementar, Novo Ensino Médio

Relacionadas

Leia mais

Conexão Maker: tecnologia e inovação para solucionar problemas ambientais e sociais
CNI abre inscrições para imersão virtual de inovação em Israel
OCDE: indústria mais sustentável e competitiva

Comentários