CNI e Apex-Brasil firmam parceria para promover inovação

Protocolo de Intenções entre as duas instituições prevê a adoção de esforços conjuntos para atração de investimentos em inovação para o Brasil e inserção de empresas brasileiras inovadoras no cenário global
Presidente da CNI, Robson Braga de Andrade e presidente da Apex-Brasil, Sergio Segovia na assinatura da parceria

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) firmaram nesta sexta-feira (29), durante a Reunião de Líderes da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), em São Paulo, um Protocolo de Intenções para promoção conjunta de ações voltadas ao ambiente de inovação no país. O Protocolo prevê intensificar e ampliar a cooperação para implementação de ações futuras nas áreas de atração de investimentos em inovação para o Brasil, inserção global das empresas brasileiras via inovação e promoção internacional de negócios.

“A Apex é uma grande parceira da CNI na promoção comercial. A gente já tem trabalhado muito em harmonia. Vamos unir esforços para atração de investimentos para o Brasil e para a abertura de mercados”, disse o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade.

“De 2015 para cá, houve uma explosão da atividade empreendedora de base tecnológica no Brasil. Saímos de quatro mil startups para mais de 12 mil. Um cenário inteiramente novo está se desenhando com grande velocidade e, atenta a essa tendência, a Apex-Brasil quer potencializar a sua contribuição. Para isso, este acordo com a CNI é de fundamental importância”, afirmou o presidente da Apex-Brasil, Sergio Segovia, durante o evento.

Segovia destacou a grande sinergia que há entre as duas instituições para o desenvolvimento de projetos e para o atendimento conjunto da “causa” da inovação, com o fomento de práticas no estado da arte e sensibilização de um número cada vez maior de empresas para a importância de perseguir o ciclo virtuoso da inovação como diferencial competitivo, no Brasil e no exterior.

O Protocolo prevê iniciativas como: compartilhamento de informações sobre instrumentos de incentivo à inovação vigentes no Brasil e produção de conteúdo para atração de investimentos e reposicionamento da marca Brasil; organização conjunta de eventos nacionais e internacionais de interesse comum; realização de imersões a fim de aumentar investimentos em inovação no Brasil; compartilhamento de dados, metodologias e redes de relacionamento para potencialização de resultados de programas coordenados pelas duas instituições e, ainda, ações de promoção de negócios internacionais no Brasil e no exterior.

Segovia também destacou o papel do Comitê de Líderes da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI): “Considerando que boa parte dos membros da MEI são multinacionais, vislumbramos, por meio dessa nova parceria, explorar, por exemplo, potencial de aproximação com as subsidiárias brasileiras, de modo a abrir portas para as matrizes no exterior acelerando, portanto, novos investimentos no país”, concluiu o presidente da Apex-Brasil.

Relacionadas

Leia mais

Institutos SENAI recebem prêmio por robô para limpar dutos de petróleo
CNI e Apex-Brasil promovem qualificação em escola de moda mais antiga do mundo
Marcas coletivas valorizam produtos, serviços e estimulam a competitividade

Comentários