Instrutor do SENAI utiliza série como estratégia para dar aulas

A história principal da série se fez presente em várias áreas do conhecimento mercadológico, como marketing, negócios, processos liderança e definição de estratégias
Instrutor utiliza série como estratégia para dar aulas de Comunicação Empresarial

Contribuindo no desenvolvimento e na aprendizagem dos alunos do curso técnico em Administração do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) da Paraíba, o instrutor Ítalo Vasconcelos decidiu usar uma estratégia de ensino divertida, leve e descontraída. Na disciplina de Comunicação Empresarial, ele realizou um trabalho para abordar alguns princípios da comunicação, utilizando elementos da narrativa da série “La Casa de Papel”, da Netflix.

Desde que se tornou sucesso mundial, a história principal da série se fez presente em várias áreas do conhecimento mercadológico, como marketing, negócios, processos liderança e definição de estratégias, por conta dos aspectos intrínsecos de liderança e comunicação presentes nos personagens.

Assim, pensando em uma nova forma de desenvolver o conhecimento dos alunos, Italo decidiu utilizar elementos da série para complementar suas aulas. “Além de trabalhar com os alunos elementos da comunicação (tais como oralidade, escrita, expressões corporais, os meios e elementos que compõem o processo de comunicação), podemos fazer uma interdisciplinaridade, ao enxergarmos como a boa comunicação é fundamental na hora de apresentar um projeto, de vender uma ideia, desenvolver a estratégia de um negócio, no processo de construção e execução de liderança, na hora de definir quais estratégias de marketing usar e como me comunicar de modo assertivo com os stakeholders”, explicou.

Além da série, o professor também utilizou como base o livro “7 Lições de Negócios de La Casa de Papel”, de Fábio Bandeira de Mello para explicar, teoricamente, os conceitos e com isso conseguia mostrar como a Comunicação Empresarial se faz presente em todos esses elementos.

“Essa interação ou interdisciplinaridade permitiu que os alunos enxergassem que em algum momento de suas vidas, mesmo sem experiência profissional, eles já desempenharam alguma dessas habilidades. Liderança na hora de conduzir um trabalho em grupo, marketing na hora que postam uma selfie nas redes sociais, estratégia e negociação na hora que me pedem para prorrogar um prazo ou um ponto a mais”, explicou o instrutor.

Ele compara a organização da equipe de assaltantes a uma empresa, onde há um líder, que seria o personagem do professor, e os colaboradores, demais assaltantes. “Todos esses personagens precisam conversar entre si como precisam conversar com a inspetora e sua equipe de policiais – comunicação externa”, explicou. Para Italo, os conflitos apresentados na série provenientes dos diferentes perfis e estilos dos personagens, geram os ruídos comunicacionais. 

Em tempos atuais, trabalhar com alunos que recebem informações a todo o momento e de todo o lugar, é um grande desafio para qualquer professor, por isso o estratégias como essa precisam ser utilizadas para tentar assimilar o cotidiano do aluno com o conteúdo de sala de aula de uma forma interativa. Porém, para se trabalhar com esses recursos, é necessário ter foco e determinação para não se perder durante a aprendizagem.

Como os alunos reagiram a essa metodologia 

Desafiados a produzirem vídeos sobre os assuntos estudados, os alunos precisaram se organizar em equipe para a realização do trabalho, para colocar em prática os conceitos aprendidos durante as aulas. Para Flávia Nicolle, umas das alunas da turma, inicialmente, relacionar o tema, a ser apresentado, com a série foi difícil, mas o resultado final foi gratificante, o que para ela só foi possível porque “a comunicação ajudou bastante, evitando conflitos entre a equipe e fazendo com que todos debatessem sobre o assunto”, e que a contribuição dos demais alunos sobre a série, facilitou a assimilação do conteúdo com a história.

Iohanna Azevedo, também aluna da turma, reafirma que a comunicação é essencial para um trabalho em equipe. “A comunicação vai muito além do que vemos no dia a dia. Aprendi a me comunicar melhor com os meus colegas de equipe, e que é necessário existir um bom diálogo para ligar as ideias e tudo caminhar corretamente”, pontuou.

A turma, composta por 20 alunos, encerrou a disciplina este mês, com a apresentação dos vídeos, onde o principal objetivo era avaliar suas capacidades de liderança e de trabalho em equipe.

Relacionadas

Leia mais

Projetos catarinenses são destaques em desafio de inovação contra o coronavírus
Instituto SENAI de Tecnologia ensina como higienizar ambientes em tempos da Covid-19
SENAI de São Paulo disponibiliza plataforma digital para aulas a distância

Comentários