Do sonho à realidade: jovem revela que encontrou no SENAI a receita do sucesso

O paraibano começou a fazer bolos com a família. Agora, em tempos de pandemia, o jovem utiliza as técnicas que aprendeu no SENAI onde tudo começou: em casa
O jovem está produzindo os bolos e tortas em casa durante a pandemia de Covid-19

Foi em casa, recebendo a influência da irmã, que José Cristiano Barbosa Soares começou a colocar a mão na massa, e fez o primeiro bolo. Tudo de forma simples, uma receita caseira, preparada no fogão a lenha. Apesar da pouca idade, o menino já tinha em mente que a fabricação de bolo era uma afinidade que ganhava espaço na rotina dele, e aos poucos foi se tornando uma habilidade. Um dia, já adolescente ele resolveu se profissionalizar.

Para aperfeiçoar a produção de bolos, José procurou o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) da Paraíba duas vezes. Na primeira oportunidade, ele descobriu que ainda era muito novo para participar do processo seletivo da instituição. Além disso, as condições financeiras não permitiam que o jovem deixasse o sítio onde morava, na zona rural de Campina Grande, para realizar o sonho de se tornar confeiteiro. 

O tempo passou e, em 2014, José decidiu tentar fazer o curso técnico de Panificação novamente. Desta vez, ele garantiu a vaga no SENAI de Prata (PB) por meio de um programa do Governo da Paraíba.

“Foi no SENAI que tive uma visão mais clara de tudo isso, foi onde desenvolvi minha receita de bolo" - José Cristiano Soares

Durante um ano, José Cristiano aperfeiçoou o talento para a preparação de bolos, descobriu novas receitas, e recebeu incentivos para ampliar os conhecimentos e investir no sonho de abrir o próprio negócio.

“Foi no SENAI que tive uma visão mais clara de tudo isso, foi onde desenvolvi minha receita de bolo, e por mais simples que ela seja, é o segredo de todo o sucesso que tenho conseguido manter. Nas aulas da instituição adquiri novos conhecimentos e encontrei no instrutor do curso, Michel Hecton, um referencial para a minha profissão”, comentou o jovem.

Em 2015, após concluir o curso, o técnico em Panificação chegou a estagiar em uma confeitaria, mas o desejo de empreender sempre esteve presente nos planos de José Cristiano, que decidiu abrir uma empresa para trabalhar com produção contínua, encomendas, e atendimento personalizado, oferecendo bolos decorados para todas as ocasiões.

Nos últimos anos, o trabalho do jovem, tem ganhado visibilidade e reconhecimento. Os sabores dos bolos e tortas, tem caído no gosto de uma clientela que cresce a cada dia. Neste momento de pandemia, José Cristiano ampliou a produção e precisou dobrar a carga horária de trabalho para dar conta da demanda. 

Com o período de isolamento social social, veio a ideia de lançar a marca Bolos do Cristiano

“Aproveitei este período de isolamento social para lançar a minha marca ‘Bolos do Cristiano’, e com o apoio de familiares e amigos, tenho recebido muitas encomendas. O que mais me deixa gratificado é receber o reconhecimento dos clientes”, afirmou.

Como o momento exige a permanência em casa, o jovem empreendedor está elaborando novas receitas e aperfeiçoando as técnicas. José conta que alguns clientes ainda ficam surpresos quando ele afirma que está produzindo os bolos em casa, mas garante que o que aprendeu no SENAI pode ser realizado em qualquer lugar. 

Relacionadas

Leia mais

Deu Certo! A solução brasileira para produzir álcool em gel
Respirador do SENAI é aprovado em edital Petrobras e IBP
App de realidade aumentada, SENAI facilita aprendizado de alunos do ensino técnico

Comentários