Empresas doam suportes em alumínio para respiradores de UTIs de São Paulo

Associadas da Abal, Novelis e Elfer fizeram a doação para o Hospital São Paulo, localizado na capital paulista
Do total, 25 unidades já foram entregues

A Associação Brasileira do Alumínio (Abal), por meio da Novelis e Elfer Alumínio doou 74 suportes específicos de respiradores para as novas UTIs do Hospital São Paulo, sediado na capital paulista. Do total, 25 unidades já foram entregues.

O projeto foi desenvolvido sob medida pela Elfer Alumínio e produzido com o laminado de alumínio Novelis da liga 3104. Os demais suportes serão entregues nos próximos dias para compor os leitos da unidade.

De acordo com pesquisadores da Universidade de Medicina de Greifswald, na Alemanha, esse tipo de vírus apresenta menor tempo de vida no alumínio e é um material de fácil higienização, ideal para o ambiente hospitalar.

“O vírus dura menos tempo na superfície de alumínio do que em outros materiais. Além disso, a Elfer desenvolveu um projeto sob medida para integrar a nova ala de tratamento intensivo do hospital. Em momentos desafiadores como esse que estamos passando, buscamos unir forças, reforçar nosso compromisso com as comunidades e continuar trabalhando para entregar nosso melhor”, diz o VP Comercial da Novelis, Augusto Nogueira.

O projeto foi desenvolvido sob medida

“Vivemos um momento em que a união é muito importante para que possamos ajudar àqueles que mais precisam. Nossos profissionais trabalharam com empenho, produzindo os suportes em tempo recorde, pois reconhecem a importância de um projeto como esse” comenta o gerente da Elfer Alumínio, Fabio Passerini.

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

Indústria do aço participa da montagem de hospital em Porto Alegre
Indústria cria programa para ajudar catadores de materiais recicláveis
VÍDEO: A indústria contra o coronavírus - case GM

Comentários