Vencedores do Prêmio Nacional de Inovação visitam Suíça e Alemanha em imersão da CNI e Sebrae

Participantes foram a centros de referência em pesquisa, desenvolvimento e inovação e conheceram o que há de mais avançado em tecnologia, infraestrutura e modelos de negócio
Grupo formado por vencedores de prêmio e integrantes da CNI e Sebrae durante visita a Mercedes-Benz, em Stuttgart, na Alemanha

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) realizaram a 18ª edição do Programa de Imersões em Ecossistemas de Inovação, na Suíça e Alemanha. Essa foi uma versão especial do programa destinada para as empresas vencedoras do Prêmio Nacional de Inovação de 2019. Representantes das empresas, agentes locais de inovação e gestores do Sebrae e da CNI entraram em contato com o que há de mais inovador no mundo. 

A programação foi iniciada na Suíça, país que lidera os principais rankings internacionais de inovação e competitividade. Os participantes foram apresentados aos modelos de investimentos em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e a parceria público-privada do CSEM, instituição que adequa suas atividades às necessidades da indústria. Também visitaram o Switzerland Innovation Park Biel/Bienne (SIP BB), que oferece um mix peculiar de máquinas, equipamentos e serviços de diferentes centros de pesquisa.

Na visita ao Centro Europeu de Pesquisas Nucleares (CERN) - maior laboratório de física de partículas do mundo –, os participantes tiveram a oportunidade única de conhecer o grande colisor de hádrons. Também conhecido como LHC, o colisor está em período de manutenção e, por isso, está aberto para visitas. O acelerador de partículas funciona em um túnel subterrâneo de 27 quilômetros de extensão na fronteira da França com a Suíça. 

Com elevadas cifras de investimento em P&D, universidades de ponta e política nacional de ciência, tecnologia e inovação (CT&I), a Suíça tem um ambiente favorável ao desenvolvimento de novas tecnologias e foi isso que os participantes vivenciaram. O país é o primeiro colocado no ranking do Índice Global de Inovação (IGI), publicado anualmente pela Universidade Cornell, pela escola de negócios Insead e pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI). A CNI e o Sebrae são parceiros do IGI.

ALEMANHA - Na segunda parte da imersão, o destaque foi o ecossistema de inovação da Alemanha, berço da indústria 4.0. Em Stuttgart, a programação incluiu visitas às fábricas da Mercedes-Benz, Arena2036, Trumpf e Bosch. Já em Frankfurt, a delegação conheceu a Basf e a Techquartier 

Ao longo dos cinco dias de imersão, o grupo conheceu o que há de mais avançado em tecnologia, infraestrutura e modelos de negócio. Também se familiarizou com temas como pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I), empreendedorismo, internet das coisas (IoT), inteligência artificial e centros de pesquisa. 

De acordo com a diretora de Inovação da CNI, Gianna Sagazio, as imersões em ecossistemas de inovação têm como objetivo criar oportunidades ao empresariado brasileiro de atualização em relação aos temas de maior relevância para a competitividade de seus negócios, bem como estimular a cooperação e negócios bilaterais. “As imersões permitem que atores do ambiente de inovação brasileiro tenham acesso ao que há de mais avançado em tecnologia, infraestrutura, modelos de negócio e gestão”, afirmou.

PONTOS ALTOS – Entre os pontos altos da 18ª imersão destacam-se as atividades junto a instituições de referências em inovação, como a Mercedes-Benz, Bosch e Trumf, além de encontros com aceleradoras e hub digital. Outros momentos de destaque foram o alinhamento conceitual com experts da Suíça e Alemanha sobre os fatores que levaram à constituição de um ambiente tão inovador e os próprios encontros entre os responsáveis pela área de P&D das empresas mais inovadoras do Brasil com os especialistas das empresas visitadas.

Idealizado pela Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) – grupo constituído por cerca de 300 lideranças empresariais do país, o programa de imersões tem proporcionado resultados importantes em termos de projetos concebidos, a partir do esforço de aproximação da indústria brasileira com o que há de mais avançado no mercado.

Relacionadas

Leia mais

VÍDEO: Veja como foi a imersão em inovação realizada pela CNI em parceria com o Exército
Oficiais do Exército são apresentados a projetos de ponta em indústrias e institutos de inovação
CNI e Sebrae lançam publicação com 30 casos de inovação

Comentários