Centro de Inovação do SESI de Mato Grosso do Sul pode melhorar a produtividade das indústrias

Com investimento de R$ 7 milhões, a unidade começa a funcionar no dia 25 de maio, em Campo Grande
Centro de Inovação faz parte de um projeto nacional do SESI para aumentar a segurança e melhorar a saúde do trabalhador da indústria

A partir do dia 25 de maio, o Brasil passará a contar com um espaço voltado exclusivamente para aumentar a segurança no ambiente de trabalho e melhorar a saúde do colaborador das indústrias. Trata-se do Centro de Inovação Serviço Social da Indústria (SESI), em Sistemas de Gestão em Saúde e Segurança no Trabalho, localizado em Campo Grande (MS). A unidade será inaugurada pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul (FIEMS), Sérgio Longen, como parte da programação do Mês da Indústria 2018.

Com investimentos de R$ 7 milhões, o Centro de Inovação faz parte de um projeto nacional do SESI para aumentar a segurança no ambiente de trabalho e melhorar a saúde do trabalhador da indústria. 

Ao todo, foram criados oitos centros de inovação, sendo todos voltados a desenvolver pesquisa aplicada e soluções em SST para que sejam replicadas por toda a indústria brasileira, tratando de temas estratégicos - Prevenção da Incapacidade (Bahia), Economia para a Saúde e Segurança (Ceará), Ergonomia (Minas Gerais), Longevidade e Produtividade (Paraná), Higiene Ocupacional (Rio de Janeiro), Fatores Psicossociais (Rio Grande do Sul) e Tecnologias para Saúde (Santa Catarina).

Em Mato Grosso do Sul, a equipe do Centro de Inovação respira tecnologia e sua grande missão é usar dados para ensinar “coisas a pensar”. Sua grande missão  é usar os dados e indicadores para encontrar e propor soluções assertivas para os problemas das empresas.

“O setor hoje está no centro do processo de disrupção. Todas as grandes indústrias estão investindo nas suas versões digitais e passando pelas transformações que precisam para ficar competitivas. Neste caminho, compram e investem em tecnologias para melhorar processos, aumentar a produtividade e reduzir perdas”, analisou o superintendente do SESI de Mato Grosso do Sul, Bergson Amarilla.

Os processos de gestão que aumentam a segurança do ambiente de trabalho e melhoram a saúde e bem-estar do trabalhador são pesquisadas pelo Centro de Inovação do SESI desde 2015 que, agora, ganha um ambiente propício para disponibiliza-las à indústria de todo o país. O espaço conta com um projeto arquitetônico arrojado. Com 1,2 mil m² de área construída, o Centro de Inovação do SESI tem três pavimentos – térreo e mais dois andares -, contendo dois consultórios, dois auditórios, duas salas de treinamento, uma sala de operação com 22 postos de trabalho, uma sala de inovação com 13 postos de trabalho, uma sala de gerência, uma sala de coordenador, uma sala com seis postos de trabalho e estacionamento.

SAIBA MAIS - Veja a programação completa do Mês da Indústria, que tem o patrocínio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/MS). 

Relacionadas

Leia mais

Centro de Inovação do SESI desenvolve software para reduzir acidentes na construção
Investir em gestão da saúde e segurança no trabalho dá retorno e reduz custos para empresas
SESI desenvolve tecnologia para medir o retorno de investimentos de empresas em saúde

Comentários