SENAI vai preparar competidores e treinadores russos para torneio mundial de profissões técnicas em Abu Dhabi

SENAI firmou acordo internacional de prestação de serviços com a WorldSkills Rússia destinado a preparar competidores e treinadores russos para a próxima competição mundial de profissões técnicas
Serão quatro semanas de preparação no Brasil e três semanas na Rússia em sete áreas

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) firmou acordo internacional de prestação de serviços com a WorldSkills Rússia destinado a preparar competidores e treinadores russos para a próxima competição mundial de profissões técnicas, a WorldSkills Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, em outubro de 2017. O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, assinou o contrato com a entidade, representada por seu diretor-geral, Robert Nailevich Urazov, durante a Olimpíada do Conhecimento, o torneio nacional de educação profissional, que ocorreu em Brasília de 10 a 13 de novembro.

Os consultores do SENAI vão oferecer à delegação russa treinamento similar ao que garantiu ao time brasileiro o primeiro lugar no mundial de 2015, em São Paulo, com 31 medalhas. “Como no ano passado tivemos a WorldSkills em São Paulo, que foi um sucesso, e o SENAI se destacou como número 1 do ranking de medalhas, estamos recebendo um número crescente de demandas de países membros da WorldSkills que pedem consultoria do SENAI seja para melhorar o nível dos competidores seja para estruturar modelos de educação profissional”, explica o gerente de Relações Internacionais do SENAI, Frederico Lamego.

O treinamento ocorrerá de março a julho de 2017. Serão quatro semanas de preparação no Brasil e três semanas na Rússia em sete áreas: Mecatrônica, Eletrônica, Web Design, Design Gráfico, Joalheria, Manufatura Integrada e Tecnologia da Moda. Neste mês, o SENAI enviou sete consultores à Rússia para fazer o diagnóstico da infraestrutura existente e das competências técnicas dos treinadores e competidores russos.

O valor do contrato assinado foi de R$ 2,3 milhões. O objetivo da delegação russa é melhorar posições no ranking no próximo ano e, principalmente, repetir o feito brasileiro de ser campeã em casa, já que, em 2019, a WorldSkills será realizará na cidade russa de Kazan.

ABU DHABI – O desafio brasileiro em 2017 é manter-se no topo do pódio. Para tanto, 48 competidores já iniciaram sua preparação, que dura um ano, a fim de tentar realizar o sonho de manter no Brasil o título de melhor ensino profissional do mundo. Entre os dias 31 de outubro e 4 de novembro, o grupo participou de exames físicos, psicológicos e palestras motivacionais, em Brasília, como parte do treinamento.

A partir de janeiro, até setembro do próximo ano, os alunos entram na fase de “concentração”, um período de nove meses de preparo em três centros de treinamento, montados com dormitório, refeitório e estrutura de treino reproduzindo as mais de 30 modalidades técnicas. Cada ciclo de treinamento terá duração de 21 dias por mês – nos dias restantes o aluno retorna ao estado de origem –, dando ideia do esforço e dedicação de cada competidor para tentar se tornar um campeão em Abu Dhabi.

Na semana passada, o Brasil conheceu os grandes vencedores da Olimpíada do Conhecimento, após quatro dias de provas desafiadoras. A maior competição de profissões técnicas das Américas reuniu 1.200 competidores – alunos do SENAI, do Serviço Social da Indústria (SESI), dos Institutos Federais de Educação e de escolas públicas. O evento recebeu 118.754 visitantes em um espaço de 50 mil m², construído na área externa do Ginásio Nilson Nelson.

 

Relacionadas

Leia mais

Institutos SENAI de Inovação ganham nova sede em Santa Catarina
SENAI qualifica mão de obra para atender demanda crescente por energia solar no Brasil
SENAI é o principal parceiro da indústria brasileira há 75 anos

Comentários