SENAI oferecerá cursos com preços mais baixos para empresas em lay-off

Os cursos 100% a distância são medidas compensatórias à suspensão de contratos prevista na MP 936. Cursos oferecidos serão de qualificação profissional e de indústria 4.0
Responsáveis pelas empresas poderão aderir aos cursos por meio de voucher

A partir desta quinta-feira (16), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) vai oferecer vagas em cursos a distância com custos mais baixos para empresas em situação de lay-off. Ou seja, que tenham adotado a suspensão temporária de contratos de trabalho por conta de dificuldades econômicas decorrentes da crise causada pela pandemia de Covid-19.

Editada recentemente pelo governo federal, a Medida Provisória n.936 abriu possibilidade para que as empresas possam suspender contratos durante o período de quarentena. A exigência vale para casos de suspensão de contrato de trabalho pelo período de um a três meses. 

Para que as empresas possam contratar os cursos da forma mais simples possível, foi criada uma plataforma do SENAI na qual o responsável da empresa poderá aderir por meio de voucher.
 
Serão oferecidos cursos de qualificação, 100% a distância, com monitoria e tutoria, como curso de assistente administrativo, de contabilidade, de recursos humanos, desenhista de produtos gráficos, operador de telemarketing, padeiro, confeiteiro, entre muitos outros. São cursos de 160 a 200 horas (três meses, aproximadamente), e os valores variam de R$ 190 a R$ 240 por mês. 

“Nós reduzimos os preços e customizamos as ofertas. Acreditamos que, assim, conseguiremos ajudar as empresas e o trabalhador brasileiro neste momento difícil”, explica o gerente-executivo de Educação Profissional do SENAI nacional, Felipe Morgado.  
 

SENAI oferecerá cursos ligados à indústria 4.0

Também serão oferecidos cursos do SENAI 4.0 voltados ao aperfeiçoamento profissional, 100% EaD e autoinstrucionais (sem necessidade de monitoria). Aqui, o profissional pode aprender sobre o que há de mais moderno na indústria atualmente, como Robótica Colaborativa, Cloud Computing, Explorando o Big Data, Lean Manucturing, e outros.
 
As vendas serão realizadas via marketplace, na Loja Mundo SENAI Nacional, com processo automatizado de matrícula no sistema de gestão escolar. A oferta seguirá o mesmo processo desenvolvido para o Emprega Mais, programa do governo federal pelo qual o empresário cadastra a empresa na plataforma do SENAI, escolhe os cursos e indica os funcionários.

O fechamento de contratos com empresas vai gerar um voucher que será utilizado pelo trabalhador para inscrição no curso.

“Temos excelentes opções de cursos que vão abrir a cabeça do trabalhador para este novo momento que estamos vivendo. Os cursos da indústria 4.0 mostram a nova realidade da indústria, com a questão do lean, da redução de todo o qualquer desperdício, especialmente, de tempo”, diz o gerente de educação Profissional do SENAI. “Os cursos de softskills, que são as habilidades socioemocionais, por exemplo, certamente serão um grande diferencial na vida do trabalhador que tiver a oportunidade de fazer”, explica Morgado. 

SENAI também oferecer cursos de habilidades socioemocionais

Com 40 horas de duração, o curso de habilidades socioemocionais ensina quais são as características que, atualmente, são cada vez mais exigidas pelos empregadores. Saber trabalhar em equipe, ter inteligência emocional para lidar com situações problemáticas, saber ouvir críticas e crescer com elas são algumas destas características.

Os empresários que optarem por este cursos pagarão pouco mais de R$ 70 por aluno. 

“Um custo muito pequeno perto dos benefícios que serão proporcionados tanto para o trabalhador, como para a empresa, como para o Brasil. O SENAI baixou os valores destes cursos num esforço que vai ajudar o nosso país a crescer quando sairmos desta crise”, disse Felipe Morgado.  
    

A Indústria contra o coronavírus: vamos juntos superar essa crise

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao coronavírus na página especial da Agência CNI de Notícias.

Relacionadas

Leia mais

CNPq oferece R$ 50 milhões para projetos de pesquisa no combate à covid-19
Comércio marítimo resiste até março, mas é preciso garantir operações para enfrentar covid-19
SENAI abre 100 mil vagas grátis em cursos EaD sobre indústria 4.0 durante a pandemia

Comentários